Liga da Justiça – Filme tem a menor arrecadação em abertura de produções do Universo DC

Apesar de ter tido a maior abertura de todos os tempos no Brasil, o filme de uma das equipes de super-heróis mais populares da história amargou um final de semana abaixo do esperado em arrecadação para filmes do universo DC. Segundo dados do Box Office Mojo o filme terminou o final de semana com a bilheteria inicial em torno de U$ 96,000,000 milhões.

A título de comparação, o primeiro filme do universo DC, O Homem de Aço, obteve U$ 116,619,362, no seu primeiro final de semana; Batman V Superman U$ 166,007,347; Esquadrão Suicida U$133,682,248 e Mulher Maravilha U$ 103,251,471. Entretanto, vale ressaltar que o filme ainda não estreou em diversos países e ainda há o fator de feriado de ação de graças nos EUA, o que em tese, apesar da baixa bilheteria no mercado doméstico, pode fazer a diferença no faturamento total do filme.

“Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha buscam e recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maraviha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.”

Leia nossa crítica da Liga da Justiça:

Liga da Justiça que tardou, mas não falhou.

Crítica [ Liga da Justiça ]

 

Depois de muita espera e ansiedade( e muita preocupação), finalmente podemos conferir o tão esperado lançamento da DC Comics, Liga da Justiça, mas será que essa espera para vermos a maior equipe de super heróis valeu a pena? Confira :

A Trama

 

Liga da Justiça continua com os eventos Batman V. Superman: A Origem da Justiça, mostrando como o mundo está lidando com a perda do Superman (Henry Cavill) e como os heróis também estão lidando com a perda do maior sinal de esperança da Terra.

Liga da Justiça conta uma história boa, nada tão epico(infelizmente) mas que consegue entrar os seus fundamentos e objetivos.
Um dos maiores problemas do filme é sua história apressada, como o filme foi mudado para uma duração de 2h1m, é visível que alguns pontos da trama foram tirados do corte final, deixando uma trama com alguns “gatos” ao meio dela fazendo com que a história não seja tão bem contada assim e confundindo a audiência em certos momentos.

Os Atores

 

Um dos pontos mais fortes da Liga são os heróis que a compõem, todos eles funcionam muito bem e cativam a cadê cena que aparecem.

BATMAN

O Batman(Ben Affleck) não é mais aquele amargurado e ranzinza que vimos em BvS, é notável que o personagem passou por uma transformação moral, acreditando cada vez mais na humanidade e voltando a confiar em outras pessoas para se trabalhar em equipe.

MULHER-MARAVILHA

O destaque fica com a Mulher-Maravilha(Gal Gadot) que mais uma vez entrega a Amazona de maneira esplendida e maravilhosa, mostrando o quanto é badass e destacando as melhores cenas de ação do filme.

FLASH

O Flash(Ezra Miller) está incrível, ele serve como o perfeito alívio cômico do filme, mostrando o personagem inexperiente, mas que mesmo assim possui os trejeitos do velocista escarlate.

CIBORGUE

Ciborgue(Ray Fisher) Um dos personagens mais despertou a preocupação dos fãs, não pelo personagem em si, mas sim da maneira que seria construído no filme, muitos acharam pelos trailers que o CGI do personagem estaria bizarro e meio falso, mas não se preocupe, eles estão incríveis no filme.
O Ciborgue é um personagem muito interessante no filme, apesar de seu passado não ter sido muito bem explorado, é notável todos os traumas qual o personagem passou e Ray Fisher faz um excelente trabalho entregando um personagem com extremo peso emocional, mas que ao mesmo tempo consegue ser táticos e cativante.

AQUAMAN

Antes de ganhar o seu filme solo, o Aquaman( Jason Momoa) ganha a sua estreia em LJ, onde mostra um personagem que possui carisma, mas que da tanto peso para trama, se tornando mais um personagem secundário em meiona Liga.

SUPERMAN

A cereja do bolo. Depois de ter sido tão bem escondido  e recebido poucos materiais promocionais, o personagem finalmente é retratado de maneira explodida e esperançosa.
Algo que muitos querem ver é como o Superman volta a vida e como são suas cenas no filme. Acredite, todas as cenas com o personagem são incríveis é realmente entrega um Sups mais esperançoso, alegre e que fará muitos fãs do escoteiro ficarem boquiaberto.

A Vilã

Lobo da Estepe é o típico vilao de quadrinhos, ele possui um plano para acabar com a humanidade e governar a Terra a sua imagem, ponto. O vilão consegue passar a sensação de ameaça e se demonstra um oponente digno contra a Liga, onde funciona muito bem e realmente demonstra o desejo de conquistar o mundo.

 

Conclusão

No geral, Liga da Justiça entrega um bom filme com personagens carismáticos é bem apresentados, nos deixando muito interessados para o que o futuro reserva para eles. A trama do filme não é muito bem estruturada, é notável os cortes feitos no filme, mas nada tão absurdo assim.

 

[letsreview]

BATMAN V SUPERMAN – 30 minutos fazem a diferença?

Antes mesmo de ser lançado, Batman v Superman já era quase na mesma medida, polêmico e aguardado. Talvez, umas das maiores dúvidas prévias do filme tenha sido seu diretor, Zack Snyder.

O filme foi lançado e, ao contrário do que se espera, as polêmicas não pararam de surgir, e mais do que nunca o nome de Snyder estava no pário. Muitos apontavam defeitos no filme, sua montagem, seus exageros, sua falta de delicadeza e até a falta de profundidade dos personagens.

O longa possuía sim seus defeitos, mas ele também possui muitos acertos. Devido à essa dubiedade de pensamentos, o filme não deixou de ser comentado mesmo depois de meses do seu lançamento e de sua retirada dos cinemas. Vi poucos filmes dividirem tanto opiniões, as discussões acalentavam tanto a obra que mesmo com outros grandes filmes do mesmo gênero sendo lançados posteriormente (Guerra Civil), a divergência sobre a luta entre os maiores heróis de todos os tempos não se acalmou.

Hoje, na verdade ontem, tivemos a oportunidade de ver a versão do diretor, ou Ultimete Edition (como está sendo chamada). O título desse texto faz a pergunta que me fiz antes de ver o corte original de Batman v Superman: 30 minutos fazem a diferença?

Eu gostei da versão que foi para o cinema do longa, porém não acho que o filme é uma obra de arte, e que seu diretor é um deus, como se diz em muito lugares pela internet.

BvS é bom, mas tem muitos defeitos. A montagem do filme é sim muito confusa, me senti perdido em muitos momentos durante a narrativa do filme. Vemos defeitos no S de BvS. O Superman não é desenvolvido no corte reduzido do filme.

Pouco tempo atrás escrevi um artigo mostrando que Clark tinha apenas 43 linhas de diálogo em todo o primeiro corte do filme, e esse era um IMENSO erro do longa. Falando de Clark, fiquei muito triste em ver que a maioria das cenas extras do filme tem a ver com o alter Ego de azulão.

Esses 30 minutos fizeram toda a diferença para estabelecer as motivações do personagem. Conseguimos enxergar muito melhor o antagonismo que se cria entre Clark e Bruce, em cenas que vemos o repórter investigando as marcas que o morcego coloca nos criminosos.

O primeiro corte do filme foca muito em Batman, e esquece de Superman.

Outra situação que enxergamos muito melhor na versão Ultimate é o atentado ocorrido na África. Vemos o quanto aquilo é importante para a trama de Lex e do filme. Vemos que pessoas foram cremadas, que a mulher africana na verdade era uma contratada de Luthor que, pasmem, conta todo o plano de Lex para Senadora. Isso muda completamente a trama.

Quando vi pela primeira vez a cena do julgamento do Superman, não entendi porque a senadora Finch estava com tanta dúvida em julgar Kal-El como culpado. Durante todo o filme ela pareceu estar do lado dos que falavam falso deus.

Agora porém, depois de ver realmente todo o filme, consegui entender a cena. A mulher africana se arrepende de seus atos e conta todo o plano de Luthor para a senadora, isso muda toda a opinião que a governante possuía sobre Superman.

E, à propósito, a cadeira de rodas estava revestida de chumbo, depois de todo o atentado, vemos Clark SALVANDO pessoas. Isso fortalece o arco do primeiro herói de todos os tempos, que com esses fatos se mostra muito mais altruísta.

Todo o plano de Luthor é muito mais bem definido nesse novo corte. Mesmo vendo o filme anteriormente me senti surpreendido junto com os personagens como Lois, quando toda a verdade é revelada.

O que pareceu foi que, a versão que vimos no cinema estava muito mais preocupada em pautar um universo futuro da Dc Comics do que em contar uma história. Já a versão extendida do filme se preocupa muito mais com o filme do que com o universo que está por vir.

Todos os pontos que foram deixados em dúvida no filme são esclarecidos nessa nova versão. Você sente muita mais a dor, a raiva e os pensamentos de cada personagem.

No final, me pergunto, será que faria muita diferença se o filme que foi para o cinema possuísse mais 30 minutos?

As pessoas realmente deixariam de comprar o filme se ele fosse mais longo? Muitos não compraram pois a crítica falou muito mal do filme. Talvez, com um filme mais longo e criticamente aceito, o público apoiaria com mais vigor o filme.

Vimos muito mais cinema na versão que não foi feita para o cinema de Bataman v Superman. O que foi acrescentado não muda a trama, mas estabelece muito mais o Plot do filme.

No final, esses 30 minutos fazem toda a diferença.

Soldado Invernal diz que gostou de Batman V Superman

Soldado Invernal diz que gostou de Batman V Superman
Sebastian Stan, ator interpreta o Soldado Invernal Bucky em Capitão América: Guerra Civil

Isso mesmo pessoal, em entrevista a imprensa americana o ator Sebastian Stan afirmou que gostou do filme e teceu grandes elogios a produção que expandiu o Universo DC.
Confira na íntegra:

Eu vi Batman V Superman e eu gostei. E acho que visualmente era louco. Eu acho que Ben Affleck é um incrível Batman. A sequência de luta entre os dois me deixou impressionado. E Jesse Eisenbergme deixou todo quebrado. Eu acho que a DC está em um ponto onde, agora, eles querem chegar em Liga da Justiça. Eles querem ir em frente para ter todos lutando juntos. E eu acho que a melhor maneira de alavancar tudo isso era o que todo mundo queria ver há muito tempo: Batman V Superman, dos dois maiores super-heróis da história.

Batman V Superman já arrecadou cerca de
$ 868,185,193 milhões de dólares ao redor do mundo e já é a terceira maior bilheteria de todos os tempos no Brasil, superando Vingadores e as previsões mais pessimistas com relação ao filme.

O Homem de Aço é o Superman?

Essa semana li uma notícia que me fez refletir sobre a pergunta que, também é o título desse texto: O Homem de Aço é o Superman?

A notícia que me indignou foi a seguinte: “Superman tem apenas 43 linhas de diálogo em  todo o  filme, Batman VS Superman!”

Isso é pouco? Sim! O Spiderman com sua pequena participação no filme, Guerra Civil teve 47 linhas de diálogo, 4 à mais que Superman, que aparece em quase todos os 151 minutos do filme!

Eu sempre defendi que Kal-El é um dos personagens mais difíceis para se desenvolver. Sua realidade e seus conflitos são muito diferentes dos nossos, ele é um deus que vive em um mundo de homens.

Porém, 43 LINHAS? Está mais que evidente que temos um descaso para com o personagem. O título do filme tem seu nome, e o roteiro o trata como um mero elenco de apoio para os outros personagens.

fa22e5185c1b84786f5ac05c825b17e7dc13e702

Se você acha que não tem como ficar pior, veja o resto da notícia: “Apenas 6 desses 43 diálogos são mais de DUAS PALAVRAS”.

Zack Synder não é fã do Superman, está claro que ele quer mudar o caráter herói. Eu não estou aqui martirizando as adaptações que são feitas quando se tira o personagem de uma mídia e o coloca em outra, estou aqui relatando a falta de prazer de um diretor em lidar com o maior herói de todos.

Na crítica que fiz à HQ Superman “American Alien” comentei que quando Clark é colocado apenas como um brigão sem propósito, ele perde todo o brilho. E é exatamente o que vemos Snyder fazer no filme.

Ele resume todo o propósito construído por mais de 75 anos de quadrinhos, comparando o personagem com Jesus Cristo em algumas cenas. O diretor acha que colocar um significado no S estampado no peito de Henry Cavil já é o suficiente para definir o personagem.

Todo o material promocional do filme prometia um argumento muito bom para o desenvolvimento da história e do personagem, no entanto,  não vimos isso no filme. Batman V Superman é muito mais Batman do que Superman, mesmo se tratando de uma “sequência” do filme ” O Homem de Aço”. A DC vem construindo um universo cada vez mais escuro, indicando que o clarão de luz que é o kryptoniano vai cada vez se apagar mais.

ba-ytimg-517876ac010fac1c233b3bbc383a03d6

No filme, temos a participação da Mulher Maravilha, que com muito menos tempo de tela e com muito menos linhas de diálogo, foi MUITO melhor desenvolvida que o Superman, que teve mais de um filme para tentar se desenvolver.

Você que gostou do personagem no filme, pode argumentar que “as atitudes do personagem mostram muito mais que qualquer linha de diálogo”. Vamos refletir juntos, quais são essas atitudes? Além de salvar a Lois Lane, o que o Herói fez? Os atos realmente relevantes do personagem se resumem à três ou quatro takes que se passam em um noticiário!

O filme não mata apenas Kal-El, ele também mata Clark! Nos quadrinhos Kent sempre foi um ótimo jornalista, no filme ele é apenas um tapa buraco. Até no EXCELENTE filme de Christopher Reeve o alter ego do Superman tem um papel crucial para formar a complexa Psique do personagem. O desenvolvimento de um também é o desenvolvimento do outro.

Há dois momentos no filme que poderiam ter sido de desenvolvimento. O primeiro é quando o Superman é colocado de frente para o tribunal. A juíza tem todo o seu discurso, e quando o Herói vai abrir a boca para começar a falar seus propósitos…BOOOOM! O discurso é EXPLODIDO pelas loucuras do roteiro.

 new-batman-vs-superman-dawn-of-justice-images-reveal-the-darkest-knight-yet-this-guy-813527

Na segunda oportunidade, vemos Superman no alto de uma montanha, sozinho. E em vez de refletir sobre seus atos, e seu dever, somos surpreendidos com um discurso de seu pai que nem vivo está. A cena é coroada com apenas um “ Sinto sua falta, pai”.

Minha crítica não é para o Henry Cavil, realmente acho o ator tem potencial para ser o Superman, minha crítica é ao o Diretor que limita o herói mais antigo dos quadrinhos à apenas 43 linhas de diálogo.

Por que o Batman passou a matar?

Artigo originalmente escrito por Ricardo Oliveiraa

Senti na necessidade de fazer esta matéria porque venho vendo pessoas reclamando do mais novo filme Batman v Superman: Dawn of justice, porque o Batman acaba por matar suas vitimas no filme. Muitos dizem que isso é um erro de adaptação, já que o Homem morcego nunca matou nos quadrinhos. Outros dizem que simplesmente… Não faz sentido. Antes de começar a expor meus argumentos, quero dizer que muitas coisas que escreverei são apenas minha opinião. Mas meu proposito principal é causar uma discussão, e fazer todos pensarem. A questão é que o assunto deve ser discutido em algum momento, e ele é mais preciso do que pensam. Porque acho que o que foi colocado em questão, é algo que é muito debatido na sociedade atual. E é exatamente da Sociedade atual que falaremos agora…
Logo avisando que se você veio aqui em busca de respostas, veio a matéria errada. Aqui vamos achar perguntas que nos levarão a pensar.

A partir de agora você entra em uma zona de Spoilers! Leia por sua conta e risco!

Enquanto ao Batman clássico?Batman_with_a_gun

Muita gente sabe, mas vale lembrar, inicialmente o Homem morcego não havia preceito moral algum. Nosso herói era como o Justiceiro, apesar do batman-2que o Justiceiro tem sua ideologia. Inicialmente, o Batman era só um jovem que se achava muito bom em atletismo, e decidiu que iria combater o crime. Então pôs-se a colocar sua luvinha roxa e bater em bandidos, ele era um maluco. Sem falar é claro, na época de um esforço pró guerra, onde todos os super heróis estavam em suas revistas lutando contra os inimigos da América. Batman_Earth-Two_0002 (1) Mas devemos admitir que ele não deixa de ser um maluco agora. Entendam que o Batman é um psicopata. Mas ele
conseguiu focar isso. Mais tarde, óbvio, que foi pedido para que alterassem os preceitos morais do Batman, porque ele estava muito escuro para uma época onde histórias em quadrinhos eram apenas para crianças. Logo Batman parou de usar armas, e adotou nosso querido Robin como parceiro. E continuou sendo o Terror dos criminosos.
Não seja por isso. O Super-homem também matava, e era muito mais agressivo do que ele é hoje. Inicialmente ele saía batendo em criminosos porque sim. Hoje temos nosso super-escoteiro. Sem falar em seus ideais pró comunistas.

 

A autoridade do código dos quadrinhos

Há muito tempo atrás, um psicólogo chamado Frederic Wertham, baseado em seu estudo sobre histórias em quadrinhos, escreveu um livro conhecidoGreen_lantern_85 0como “Sedução dos inocentes” no Brasil. O livro, falava coisas como Batman e Robin são dois homossexuais, Mulher Maravilha é uma lésbica, entre outras coisas das quais ele decidiu, lendo as histórias da época. O que acontece é… Honestamente eu não tiro a culpa dele. Nessa época as histórias estavam tomando uma proporção grande, e cada vez mais capas idiotas vinham surgindo.

Mas por que quero falar sobre isso?
Nessa época também, a maioria dos heróis ganharam preceitos morais. Estou falando de muitos deles. Batman então assumiu que realmente não matava, e isso fez a personalidade do Superman que conhecemos hoje. Nada podia ser muito escuro, ou muito sexy. Tudo nos quadrinhos era controlado pelo selo. Até é claro, nosso querido Stan Lee chegar e acabar de vez com isso. A DC não ficou de fora, e lançou o seu. O que quero dizer é, que isso é coisa histórica. Os eventos do passado levaram a moralidade do Batman a onde está hoje

 

A importância verdadeira dos personagens para a cultura pop

Uma coisa podemos admitir, Batman e Superman já estão marcados na cultura pop como um todo. E a cultura pop tende a acompanhar a humanidade em seus períodos. Sei que Superman era para passar um ideal de esperança, e ele pode continuar passando. Só que como personagens assim, eles deveriam retratar a sociedade como ela é… Não como nós quiséssemos que seja. Acredite ou não são tempos de violência. Não estou dizendo que porque são tempos de violência, todos deveriam agir violentamente. Pelo contrário. Acho que personagens como Batman e Superman deveriam mostrar como é importante manter a cabeça em momentos como esse… Manter os ideais. Todos seres humanos deveriam ter direito a vida, nem que sejam bandidos. Uma coisa que muito me atraí no filme “Batman Begins” Do Nolan, é que o Batman já viveu como um criminoso. Ele sabe como é ser reprimido pela sociedade, e não ter direito a nada. Consequentemente ver pessoas achando que bandidos deveriam ser mortos. Em muitos casos, a resposta é: Não. Não merecem. Em outros pode ser que você ache que sim.

O que quero dizer é que Snyder trouxe um ponto importante na mesa. Criminosos merecem morrer? Você pode chamar de vitimismo “Oprimidos pela sociedade”. Porém em muitos casos, é exatamente isso que acontece.
A vida é um direito de todos. E assim é desde o iluminismo na França.
Batman deveria acreditar nisso ou não? Analisando o background do personagem, se trata de um garoto que teve um trauma. Viu seus pais sendo mortos bem na frente dele. Naquele momento… Naquele dia ruim… Ele pirou.
Vocês acham que um garoto, com ódio tamanho de criminosos iria ligar para a vida deles?
Ou será que ele iria ver o lado dos criminosos?
É isso que Snyder sempre quis dizer. Já no caso do Superman, muitas pessoas já passaram por um processo de deslocação. Já se mudaram, ou mudaram de escola, e se sentiram perdidos. Assim ocorre com o Superman. Ele vive em um mundo de papelão. As pessoas não sabem como ele se sente. Muitos tem algo próximo a isso, mas ninguém realmente deve saber como é ver através da carne das pessoas.
Os dois tem seus motivos pessoais. Mas eles não eram para supostamente pensar em outras pessoas além deles mesmos?

No final não importa sua cor, sua altura, ou nada disso. O Superman vai sempre te salvar. O Batman sempre irá te resgatar de um prédio em chamas, ou de um criminoso prestes a dar um tiro em você, colocado nesse filme como não importando o jeito que ele fizer isso.
Acho que  o que o Snyder quis dizer é que estamos em um universo alternativo ali. Um universo em que o Batman não se coloca no lugar dos Superman_Flag_03Henry_Cavill_Batman_v_Superman_article_story_largecriminosos. Ele deve pensar “Por que eu devo me colocar no lugar deles? Eles não se colocaram no lugar de meus pais.” Batman está mais para um homem raivoso neste filme.

E Superman está sem esperança. Ao contrário do que ele deveria representar. Ele ajudou tantas pessoas… Havia salvado tantas vidas. E mesmo assim poucos admiravam o que ele fez.
Poucos olhavam e diziam que ele era só um cara tentando fazer a coisa certa.
Viam ele como uma ameaça.
É o caso de Bruce. Que além de perder os pais, viu várias pessoas sendo mortas em sua frente, devido a um confronto que matou mais pessoas do que as ajudou. Poderia ter sido pior? Claro…

O que podemos afirmar depois de pensar em tudo isso, é que Snyder está nos fazendo discutir. Pensar. Não é puramente um filme de ação e aventura. Ele e seus roteiristas realmente querem trazer algo a frente. Algo que poucos filmes de super heróis querem.
Por isso Batman v Superman acaba sendo tão bom.
Isso nos remete a Cavaleiro das trevas. Onde Frank Miller não só havia renovado o Batman, como ele trazia toda uma discussão politica de corrupção, medo e crimes para a pauta. Snyder fez sim uma boa adaptação.
O melhor disso no filme é que realmente todas as referências e coisas trazidas de HQs tem sentido ali. Não são coisas jogadas para dizer “Ah, olha, fizemos uma referência! HAHA!”
Esse pode ser o ultimo filme que trará uma discussão assim no universo DC no cinema, ou não. Mas prefiro acreditar que não.

Você pode estar dizendo que estou fazendo uma crítica do filme, sendo que já foi feita. Mas não exatamente… Só acho que foi necessário trazer isso a pauta.

Uma interpretação diferente

Batman (4)A um certo momento do filme, Bruce nota que o nome da mãe de Kal-El também era Martha. O que podemos tirar dali?
Será que naquele momento, é possível ver nosso Batman dos quadrinhos voltando a vida Batman-v-Superman-Trailer-Affleck-Batsuitnas telonas? Ou… É pura e simplesmente uma outra interpretação? Vamos discutir.

Assim que ele ouve que o nome da mãe de Kal-El era Martha, Bruce nota que ele havia errado. Que estava sendo egoísta. Pensando em si mesmo. Havia notado, erroneamente, porém notou, que ele já havia deixado uma Martha morrer. Por que deixar duas? A culpa seria dele novamente. Bruce erraria de novo.
Também notou o quão homem Superman era… O quão parecidos eles podiam ser. Que ele estava sendo apenas um morcego raivoso batendo em pessoas.
Então Batman para e decide ajudar. Ali vemos nosso Batman voltando? Pensando na vida… Ajudando pessoas? Ou será que o simples fato dele enfiar uma faca no ombro de um homem, o torna não fiel?
Explodir o KGbesta foi certo?
Batman começa a pensar em alguém além dele ali. Ele mostra que não são só ele e seus pais que importam, nem só nele e sua lança de Kryptonita. Ali Batman vê que faz parte de algo a mais. E estava completamente errado em tentar matar alguém que precisava dele. Alguém que só queria ajudar…

Quando ele fala “Eu sou amigo de seu filho”, devo admitir que é uma cena emocionante. Mostra como Batman havia notado a droga que ele fez. Quando na verdade ele deveria ser aquilo… Amigo do filho dela, o tempo todo.

Ainda há muita coisa a ser discutida. Muita a coisa a ser falada… Mas que tal se você pensar em tudo que falei aqui sozinho? Que tal se você… Capturar o que Snyder quis dizer?
O filme é bom sim. E mostra como filmes de  heróis podem trazer pensamentos novos. Discussões, e te fazer pensar.

Depois de tudo isso deve estar achando que odeio o fato do Batman não matar não é? Pelo contrário.
Eu sou fã do Batman. Do Superman mais do que ele. Mas eu amo o Homem morcego. Tenho carinho pelo personagem. E é uma alegria minha vendo ele ser usado para trazer uma discussão.
Lembre-se que personagens precisam evoluir. Imagina só se o Superman continuasse na mesma que ele era 70 anos atrás?
Lembre-se que boa parte das coisas aqui citadas são opiniões minhas. Não precisa concordar. Inclusive se discordar, só dizer.

E aí caro leitor! O  que achou da matéria? Tem opiniões diferentes? Pensou em uma interpretação diferente? Discorda de mim? Escreve aí em baixo, mas não se esqueça de ser educado. Não precisamos ser agressivos só porque o mundo é. Temos que mostrar ao contrário. Por isso que os super heróis são importantes. Eles são nossa inspiração. Mostram o que devemos alcançar. Mostram discussões sociais, politicas, e simulam elas. Muitos consideram coisa de criança… Futuros inalcançáveis. Mas eu digo que são coisas de pessoas.

Espero que tenha feito você pensar! Abraço!

 

 “Se você procura um monumento… Olhe ao seu redor.”

 

Ben Affleck confirmado como roteirista do novo filme do Batman!

“Geoff Johns é um cara brilhante”

MoviePilot’s-Batman-Theory-3A pouco tempo foi dada a notícia de que Ben Affleck, o próprio ator do Batman em Batman v Superman, está fazendo o roteiro do filme. Acontece que ele basicamente confirmou isso. Ben confirmou que já está escrevendo o roteiro desde o ano passado, em entrevista com o programa DC All Access.

Não se sabe ao certo se ele também irá dirigi-lo. Vale lembrar que é possível que o filme adapte sagas como Morte em família e histórias como Piada mortal. Nada confirmado sobre isto por agora. Isso explica porque há pouco tempo, espalhou-se que ele reescreveu o roteiro de Batman v Superman batman_h4dItVI
É sabido também que ele está escrevendo o roteiro com o roteirista de quadrinhos Geoff Johns desde o ano passado, como já dito.
porém já segundo o site Deadline, Ben Affleck também pode assumir a direção do novo Batman, previsto para sair em 2018, e isso porém não confirma nada, pois se trata de um site, dando uma proposição não oficial.

E aí, o que você acha dessa notícia? Escreva aqui nos famosos comentários e fique ligado no site para futuras notícias!

Aquaman e Cyborg mandam um recado para os críticos de Batman V Superman!

Como todo mundo sabe Batman V Superman vem surpreendendo desde que estreou nas salas de cinema do mundo todo. Isso de certa forma bate de frente com as previsões mais pessimistas e as duras críticas negativas vindas de “Especialistas” em cinema.

Prova disso é que Batman V Superman alcançou o posto de maior bilheteria da história para um filme de adaptação de HQs, até o momento em que escrevo a bilheteria encontra-se em U$ 424 milhões na bilheteria mundial e já é o maior lançamento já feito pela Warner.

Em meio a tudo isso os atores Jason Momoa(Aquaman) e Ray Fisher(Cyborg), ambos do elenco da liga da justiça, fizeram memes usando cenas de BVS ironizando a “crítica especializada”. Confiram:

Aquaman e Cyborg mandam um recado para os críticos de Batman V Superman!

“Críticos que não sabem atuar ou não conhecem quadrinhos são um pouco hipócritas, não acha?  Já que sempre que um amigo deles dirige um filme chato, eles escrevem uma crítica pomposa sobre uma história chata. Talvez seja a WB/DC em mim. Nós temos uma história ruim com pessoas agindo como palhaços.”

Ray Fisher Cyborg

20 anos de jornalismo … Quantas críticos bons restaram? Quantos continuaram assim?

Eles querem o poder para acabar com todos os planos de filmes da DC … e nós temos que destruí-los!

Estreia de Batman V Superman supera Vingadores: Era de Ultron e Velozes e Furiosos 7

Estreia de Batman V Superman supera Vingadores: Era de Ultron e Velozes e Furiosos 7

Em seu primeiro dia de exibição Batman V Superman conseguiu se tornar uma das maiores estreias do mercado norte americano, faturando cerca de U$ 27.7 milhões somente na quinta feira. O resultado superou o seu antecessor Man Of Steel, que teve apenas U$ 9 milhões no primeiro dia de estréia. Além do mais, Batman V Superman superou outros grandes nomes como: Vingadores: Era de Ultron e Velozes e Furiosos 7, que fizeram U$ 27.6 e U$15.8 milhões cada respectivamente.

Isso dá um fôlego e pode ser motivo de comemoração para a DC/Warner, que foram quase que massacrados pela crítica especializada por Batman V Superman e abre caminho para uma grande arrecadação no final de semana.

Fonte: ComicBook

 

Um filme feito de fã para fãs (Crítica com SPOILER)

Foram exatos 3 anos de espera desde o anúncio de Batman V Superman na Comic Con SanDiego em 2013. Nesse período, nós fãs ficamos de certa forma carentes de alguma produção cinematográfica da DC/Warner, vibrávamos com toda notícia acerca do desenvolvimento do filme, até hoje.

Tive a oportunidade de conferir o filme na pré estreia e agora ao som de “Is She With You”(Trilha tema da Mulher Maravilha no filme) dou o meu veredicto, com spoiler sobre o maior  e melhor filme da DC já feito.

O filme que teve como objetivo central fincar a expansão do Universo DC nos cinemas, iniciou apresentando brevemente a história do pequeno Bruce Wayne e seu primeiro contato com aquilo que viria a lhe inspirar a se tornar o Homem Morcego no futuro.

batman-vs-superman-2

Algo que vale ressaltar e que foi muito bem retratado nesta nova versão do Batman é a visão que a população tem sobre ele. O filme demonstra indiretamente que o Batman é visto como um mito em Gotham, quem o viu não tem certeza se é um homem ou um demônio. E alguns dos que não viram acredita que tudo não passa de mais uma lenda urbana. E isso fica claro no momento em que nos é mostrado pela primeira vez o Morcego em ação, quando um dos policiais diz: “Eu vi o Batman! Eu nunca o tinha visto” e quando as crianças dizem que um demônio as tinha salvado.

Ainda sobre essa versão, o Batman nos é mostrado em sua totalidade, de forma semelhante aquela vista nas HQs e animações, um Batman: Investigador, furtivo, especialista em artes marciais e com diversos gadgets que só não supera os itens do Batman de Adam West. Além disso é mostrado que Batman possui um lado humano forte, que é mostrado no final do embate contra o Superman. No momento em que Batman está para dar o golpe final, Superman consegue explicar o porque dele estar lá e pede para que ele salve a sua mãe, que, possui o mesmo nome de sua falecida mãe Martha Wayne. Isso de certa forma mexeu com o Morcego, abrindo seus olhos para o erro que cometera e como foi cego ao ser indiretamente manipulado por Lex Luthor. Confesso que apesar de tudo isso o Batman pecou em apenas um ponto: ele mata, ou pelo menos não se importa com o que vai acontecer com os vilões…E é exatamente esse ponto que nos leva ao:

Superman

lead_960

Após os eventos de Man of Steel, Clark Kent busca levar uma vida comum ao mesmo tempo em que busca continuar a sua vida paralela de superheroi. No entanto as consequências da batalha contra os Kryptonianos ainda repercutem após 18 meses, levando a uma parte da população a questionar a forma como Superman age. E é essa pequena dúvida sobre ele ser ou não o herói que o mundo precisa que faz Lex Luthor(Interpretado de maneira magistral por Jessie einseberg) tramar seus planos que iriam afetar o resto do filme.

Batman V Superman de certa forma procura corrigir algumas falhas do seu antecessor: Man Of Steel. Agora vemos um Superman mais preocupado com a população e com as consequências de seus atos, mostrando inclusive momentos em que o mesmo sacrifica o seu bem estar por uma causa maior. E isso o leva Clark Kent/Superman a questionar os métodos do Batman na luta contra o crime, pois assim como em sua versão dos quadrinhos/animações, o Superman tem esperança nas pessoas, até mesmo naquelas que não merecem.

Lex Luthor

lex-luthor

Interpretado por Jessie Einsenberg, o icônico vilão ressurge com uma nova abordagem. Mantendo a essência da sua contraparte nos quadrinhos: Manipulador, egocêntrico, inteligente, etc. A versão de Eisenberg é bem mais proativo, psicótico e pertubador que a versão clássica.

Aqui faço um comparativo a outro personagem que sofreu uma releitura e que é lembrado até hoje: o Coringa de Heath Ledger. Ledger conseguiu moldar uma personalidade e aparência única e inesquecível do Palhaço do crime e Jessie de forma incrível, conseguiu repetir o mesmo feito.

Em certos momentos você chega a simpatizar com o vilão, em outros a odiá-lo. Como diz um ditado popular “Ele é um tipo de vilão que amamos odiar”

Diana Prince/Mulher Maravilha

wonder-woman-in-batman-v-superman-dawn-of-justice-hd-wallpapers

A princesa de Themyscera, interpretada por Gal Gadot conseguiu surpreender até mesmo aqueles que tanto criticaram a atriz quando a mesma foi escalada para viver a Mulher Maravilha. Ela chegou de forma quase sutil e teve uma participação importante no terceiro ato do filme, mostrando que ela não é só mais uma mulher ou uma donzela em perigo, na verdade ela chega a proteger os dois maiores heróis da DC, em uma cena que teve aplausos do público presente. Em determinado momento do filme, podemos ficar a par do porque da mesma não ter se envolvido nos eventos de Man Of Steel. Ela ressalta que havia perdido a fé na humanidade há cerca de 100 anos, mais ou menos na mesma época da segunda Guerra Mundial, época em quem a primeira parte do filme solo da Mulher Maravilha irá se passar.

Personagens secundários.

Alfred se mostra um grande aliado, agora não mais como um simples mordomo, mas como conselheiro, amigo, auxiliar e pai. O Alfred está muito mais participativo que suas versões anteriores e Jeremy Irons soube passar a essência de um dos maiores aliados do Morcego.

Lois Lane e Martha Kent se mantiveram como mulheres importantes para a trama, tanto como apoio moral e sentimental para o Superman como ponto fraco, uma vez que Lex Luthor se utilizou exatamente desse sentimento que Clark tem pelas duas para tramar o confronto entre Superman e Batman.

Referências a HQs e outros

Uma das maiores reclamações que vi em críticas de alguns sites grandes foi que Batman Vs Superman “abusou” demais das referências aos quadrinhos, e isso é ruim? Como fã, acredito que não, e aproveito para destacar e destrinchar alguns pontos.

Batman V Superman não é uma adaptação de The Dark Knight Returns

Eu li em um famoso site brasileiro sobre tecnologia que um dos maiores pontos fracos do filme era a de que ele havia prometido ser uma adaptação de TDK, que venderam isso, mas o filme não segue o mesmo a risca. (?)

Quando anunciado durante a Comic Com em 2013, Zack Snyder deixou claro que a clássica Graphic Novel de Frank Miller não seria adaptada, que ela serviria apenas de inspiração, uma base para o filme. E o filme entregou exatamente isso, algumas cenas inclusive parecem ter saído diretamente da HQ para as telas.

Além de menções a The Dark Knight, Snyder buscou inspiração em outra história clássica, a HQ “A Morte do Superman”, alterando alguns elementos da criação do vilão Doomsday, porém, mantendo o nível da sua periculosidade. Essa HQ inclusive contribuiu para um desfecho emocionante do filme e abre a possibilidade para uma volta triunfal do Superman no vindouro Liga da Justiça parte 1, que tem estreia prevista para 2017.

No entanto, algumas referências não  parecem ter vindo de alguma HQ específica, mas sim de um jogo: Injustice Gods Among Us. Em determinado momento, somos apresentado a uma visão do Batman sobre o futuro, nessa visão, Superman parece uma espécie de ditador e quando o mesmo fica cara a cara com o Batman, o mesmo diz “Ela era tudo pra mim”. Tal frase pode ser referência a Lois Lane ou a sua mãe Martha Kent. Outro ponto que sustenta essa teoria, é que logo após essa visão, o Flash do futuro aparece “rapidamente”(Badum tss) e diz para o Batman: “Ela é a chave de tudo”, “ela não deve morrer”, “Você deve reunir…”, dando a entender que a morte de alguém muito importante para o Superman possa ter ocasionado algo muito ruim e catastrófico no futuro.

Outra referência que podemos observar nessa visão do Batman, é o símbolo do ômega e a presença de parademônios, o que faz alusão direto a um dos maiores vilões da Liga da Justiça:

Darkseid

Embora não trabalhe com cenas pós-créditos, a Warner/DC encontraram formas alternativas de deixarem possibilidades abertas para filmes futuros. Isso é demonstrado em uma das cenas finais do filme, quando Lex Luthor(Já preso e careca) é confrontado pelo Batman e o mesmo diz que já é tarde, pois o demônio dos céus está vindo e que ele está sedento ou com sede, não lembro rs.. Os sinos estão tocando. Juntando todas essas referências, podemos praticamente concluir que Darkseid está chegando e que provavelmente será o grande vilão do filme da:

Liga da Justiça

Fomos apresentados a alguns membros como Flash(Ezra Miller); Aquaman(Jason Momoa) este último ficou bem representado na cena na qual é mostrado; e Cyborg(Ray Fisher), cena na qual mostra o Victor Stone sendo transformado no herói e também tivemos o maior bait da do ano, Dan Amboyer não é o Hal Jordan e ele sequer aparece no filme.

Conclusões

No geral, Batman V Superman consegue cumprir aquilo que se comprometeu a fazer: estabelecer as bases para o Universo Estendido DC. Apesar de tudo o filme contém suas Falhas, pequenas, mas que não atrapalha em nada a experiência final de fãs e de não fãs.

O filme chega a ser um meio termo entre o estilo “divertido, aventureiro e direto ao ponto”  da Marvel e o estilo “Sério, sombrio, mastigado e explicativo” de Christopher Nolan com doses de ação bem elaboradas do estilo Zack Snyder de dirigir. Batman V Superman é sem dúvidas um marco, não só como uma produção da DC/Warner, mas como uma das melhores adaptações baseadas em personagens de HQs já feitos, ficando ao lado de grandes nomes como Avengers(2012) e The Dark Knight(2008).