Arrow – 7° Temporada | O fim chegou [REVIEW]

A série fechou o arco de vários personagens e já dá um inicio para a Crise nas Infinitas Terras.

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Tuitar isso
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Quando o assunto é Arrow, com certeza surgem algumas polêmicas, a série viveu de altos e baixos durante essas 7 temporadas e nesse ano ela chegará ao fim com a sua 8° temporada, apesar de ainda ter mais uma temporada vindo por aí com apenas 10 episódios, a 7° temporada encerrou a série e a 8° temporada vai focar no grande crossover que será a adaptação de ‘Crise nas Infinitas Terras’, será que Arrow teve um fim digno?

ALERTA DE SPOILERS!

Eu sempre fui um defensor de Arrow, critiquei quando precisava e elogiei quando merecia, Arrow definitivamente divide o público entre os que amam a série e os que odeiam e apesar disso ser um pouco positivo, também cega algumas pessoas.

A 7° temporada foi uma temporada boa, melhor que a 3°, 4° e 6° temporada, porém, ela ficou devendo em alguns aspectos e eu vou tentar explicar aqui o que aconteceu.

A temporada começa com Oliver Queen preso, o personagem se entregou e se revelou como o Arqueiro Verde no final da 6° temporada e isso realmente causou consequências, tanto para ele, quanto para a sua família, Felicity e William sofreram bastante, principalmente o filho de Oliver, que teve que ir embora do país e que um certo tempo depois na temporada, foi embora para morar com os avós, essa 1° metade da temporada é a melhor dessa temporada e muito provavelmente, o melhor inicio de temporada da série inteira, mas teve algumas falhas.

Diggle foi um personagem que sofreu na temporada inteira, não por causa do que acontece com ele e sim porque o personagem foi completamente apagado nessa temporada, apesar de aparecer bem mais na 2° metade da temporada, todo o plot do personagem é chato e um tanto quanto desnecessário.

Um personagem que desde a 5° temporada foi me dando nos nervos foi Curtis, o personagem sempre foi sem graça, nunca fazia nada de muito significativo, mas que deu o chip para a coluna da Felicity, então, ponto pra ele, mas que quando finalmente saiu da série, ninguém sentiu falta.

Rene foi um personagem que cresceu e que teve uma importância maior na temporada, principalmente com o novo Arqueiro Verde que é um dos pontos que eu gostaria de chegar.

Descobrimos no decorrer da temporada que Emiko, a irmã de Oliver está usando o manto do irmão e que assim como ele no inicio, está em uma vingança pessoal contra as pessoas que mataram sua mãe e após isso tudo se desenvolver mais ainda, descobrimos que Emiko está trabalhando com o inimigo e ela é a vilã da temporada e devo dizer que é a pior vilã da série inteira, da galeria de vilões da série, a personagem consegue ficar na frente de Damien Darkh, o vilão da 4° temporada da série, Emiko como vilã não funciona, apesar de ter uma motivação aceitável, ela é um tanto quanto forçada em alguns momentos e no final de tudo, ela acaba se redimindo e mudando de lado, morrendo no processo e dizendo que ela sempre quis ser uma “Queen”, indo contra o que ela sempre disse na temporada inteira.

Um ponto positivo na temporada foram os ‘flashfowards’, que são como flashbacks, mas no futuro, ao invés do passado.

Os flashfowards expandem o universo de Arrow ainda mais e começa a desenvolver toda uma história em 2040, com William, o filho de Oliver, Dinah, Roy e Mia, a filha de Oliver com a Felicity, o plot no futuro funciona, apesar de as vezes ser um pouco lento e meio clichê, mas que com certeza nos deixa curiosos para saber o que vai acontecer com os personagens no futuro, inclusive com a Felicity, que aparece no futuro.

Talvez o principal ponto negativo da temporada foi Oliver trabalhando com a policia, andando nas ruas sem o seu capuz e sua máscara, tudo bem que ele não precisava, mas meio que perde um pouco da graça toda.

As coreografias das lutas estão melhores, Stephen Amell está atuando melhor desde a 5° temporada e sim, apesar desses pontos, a temporada conseguiu encerrar a série de uma maneira digna e bem emotiva.

Uma das cenas finais da temporada é quando Felicity, Oliver e Diggle estão dentro do bunker, eles conversam um pouco e depois Felicity e Diggle saem do bunker, deixando Oliver sozinho enquanto tudo vai se desligando até ficar tudo escuro, o casal se aposenta e vai morar em uma casa afastada de tudo, para poder criar a sua filha, Mia, que foi uma das principais protagonistas nos flashfowards.

Mas sabemos que em Arrow nada é fácil e se tudo estiver bem, desconfie e dito e feito, o Monitor aparece na casa deles para cobrar Oliver do favor que ele pediu para Barry e Kara não morrerem, o Monitor revela que Oliver vai morrer durante a Crise e toda uma cena emotiva acontece, com Oliver se despedindo da filha e de sua esposa, afinal, é a última vez que ele vai ver as duas.

Com isso, a série encerra em 2040 com o Monitor levando a Felicity para algum lugar que não foi deixado claro ainda para nós e após isso, o episódio termina encerrando de vez o arco da Felicity.

Apesar desses altos e baixos na temporada e na série em si, Arrow começou com tudo e é com ela que vai terminar, o Arrowverse vai seguir, mas infelizmente Oliver vai ficar pelo caminho, mesmo sendo triste, é algo positivo, já que a série não se sustentaria por muito mais tempo, agora, resta esperar a última temporada que contará com menos episódios e podem ter certeza que lágrimas vão rolar.

Nota: 7/10.

Versão "Rise" 5.0.1 beta - Crafted with ❤ by @mattzbarbosa
© 2018. O Mestre da HQ - O seu portal de conteúdo Geek