Lucifer – 4° Temporada | O Diabo está de volta [CRITICA]

A 4° temporada entrou oficialmente no catálogo da Netflix no dia 8 de Maio.

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Tuitar isso
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

Após o término da 3° temporada, Lucifer foi oficialmente cancelado pela FOX e com um apoio constante e fiel dos fãs, tanto nos Estados Unidos, quanto no Brasil, a série foi resgatada pela Netflix e logo após o resgate, a 4° temporada foi anunciada para a felicidade dos fãs.

Nós assistimos a 4° temporada e hoje vamos contar um pouco sobre o que achamos dela e se essa mudança de ares fez bem para ela.

O  episódio da 4° temporada começa 1 mês depois de Lucifer acidentalmente ter se revelado para a sua parceira, a Detetive Chloe Decker, durante a temporada, nós vamos vendo como essa revelação afetou a Detetive e a sua relação com Lucifer e com todas as pessoas que os cercam.

A trama da temporada é ótima, com poucos furos no roteiro, uma trama amarrada muito bem e que funciona perfeitamente com a série.

Os elementos sobrenaturais de alguns personagens foram utilizados e explorados como nunca tinham feito antes, todo o plot dos episódios ainda continua: um homicídio, eles começam a resolver o caso, coisas acontecem e vocês já sabem o resto, apesar desse plot em si não ter sofrido mudança alguma, ele fica mais interessante com o que vai sendo revelado e com o que foi sendo acrescentado durante a temporada.

Temos alguns personagens novos, mas a principal é Eva, sim, a Eva de ‘Adão e Eva’, ela participa da temporada e funciona perfeitamente de acordo com a proposta da temporada, vale ressaltar que a atuação da atriz Inbar Lavi funciona e é muito boa.

A mudança de ares deu resultado e foi um resultado muito positivo, o número de episódios foi reduzido de 24 para 10 e isso fez tudo fluir melhor, na temporada temos nudez e a violência é muito mais explicita, coisa que não poderia acontecer na TV, o CGI é um dos pontos positivos, ele melhorou e muito e foi utilizado de uma maneira que a série não tinha ainda explorado.

Uma das melhores coisas da temporada sem dúvida alguma foi a atuação de Tom Ellis, o ator se entregou ao personagem de uma maneira que não havia feito antes e que com certeza agradou aos fãs.

Coisas que haviam ficado em aberto na 3° temporada foram fechadas e coisas novas surgiram com algumas possibilidades interessantes.

Tirando alguns episódios que são um tanto quanto “fáceis” de se deduzir o que vai acontecer, a temporada é muito boa, os fãs devem agradecer a Deus (ou ao Diabo) que a série foi resgata e muito provavelmente, a série com certeza vai ganhar uma 5° temporada, porque após o gancho do último episódio, meus amigos… o Diabo terá problemas.

Nota: 9/10.

Versão "Rise" 5.0.1 beta - Crafted with ❤ by @mattzbarbosa
© 2018. O Mestre da HQ - O seu portal de conteúdo Geek