Call of Duty | Ex-chefe da produtora fala sobre polêmicas atuais envolvendo o jogo

O ex-chefe do estúdio por trás de jogos do Call of Duty, falou sobre como o novo COD: Modern Warfare sofre com pressão de ser um jogo controverso.

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Tuitar isso
Share on whatsapp
Enviar no Whatsapp

O ex-chefe da Sledgehammer Games, o estúdio por trás de jogos do Call of Duty, falou que o novo COD: Modern Warfare pode ser um desafio para a Infinity Ward, pois deve haver pressão da Activision para tornar o jogo controverso.

Falando com Venture Beat, Michael Condrey – que agora atua como presidente da 2K Silicon Valley – respondeu sobre a recepção de Call of Duty: Modern Warfare na E3.

“Eu respeito todos os desenvolvedores que se esforçam para entregar seu trabalho como uma extensão de sua visão artística”, disse Condrey. “Dito isto, MW parece ser um desafio para qualquer estúdio, se eles estão sendo empurrados pela publicadora para serem mais ” polêmicos e mais escuros ” devido as manchetes.”

Nota-se que a Infinity Ward não foi solicitada a produzir uma campanha controversa pela Activision. Em vez disso, esta parece ser a leitura pessoal de Condrey para a situação.

Imagens do Call of Duty Modern Warfare , divulgada pela Activision na E3.

O Condrey trabalhou nos últimos jogos lançados na franquia Call of Duty. Discutindo seus projetos, Condrey explicou como suas equipes lidaram com o distanciamento do combate realista da realidade atual:

“Nossos esforços no MW3 estavam focados em contar histórias em um universo que lidava com conflitos intensos, mas que também era muito fictício. E com a Segunda Guerra Mundial, nossa equipe se esforçou para prestar homenagem a um conflito como nenhum outro. ”Ele também observa que a Advanced Warfare usou uma Companhia Militar Privada completamente fictícia como antagonista”.

Além disso, Condrey apontou os eventos da vida real que tornam o aumento de atiradores realistas num cenário mais desafiador:

“Mas o mundo mudou na última década e eventos como Sandy Hook, Las Vegas e Christchurch são reais e devastadores. Então, estou rasgado … para ser totalmente honesto”.

Imagens do Call of Duty Modern Warfare , divulgada pela Activision na E3.

Condrey tem esperança de que Call of Duty: Modern Warfare não seja um jogo totalmente controverso, no entanto.

“Espero que o objetivo do jogo de descrever o realismo da guerra tenha sido uma escolha infeliz de palavras, em vez da real intenção de descrever as atrocidades que são a realidade dos atuais conflitos modernos”, disse ele.

Call of Duty Modern Warfare, será lançado em 25 de outubro desse ano, disponível para PlayStation 4, Xbox One e Pc.

Versão "Rise" 5.0.1 beta - Crafted with ❤ by @mattzbarbosa
© 2018. O Mestre da HQ - O seu portal de conteúdo Geek