Disney-Fox | Fusão entre as gigantes é finalmente anunciada

Embora tenha sido inicialmente divulgado que o acordo entre a Disney e a Fox estaria resolvido no fim de 2018, recentemente descobrimos que tudo estaria finalizado em meados de março. E agora, finalmente a 21st Century Fox anunciou a distribuição de todas as ações emitidas e em circulação, em conexão com a aquisição por parte da Disney.

A aquisição da Disney será efetivada amanhã, 20/03/2019, no horário de 12:02 ET (equivalente ao horário de 13h02).

Implicações diversas

As implicações desse contrato são gigantescas (pra dizer o mínimo), mas as atenções se voltam para os planos da Marvel Studios para o conjunto de personagens do Quarteto Fantástico e do universo mutante. E, agora que o acordo está finalizado, é aguardar pela palavra oficial de Kevin Feige e começar a ter clareza do que a Marvel tem planejado quanto a isso; apesar disso, é pouco provável que descubramos tudo imediatamente.

Talvez tenhamos detalhes compartilhados quando o estúdio estiver pronto para mostrar seus planos de Fase 4, mas Bob Iger, presidente e CEO da Disney, já confirmou que a ideia é a de continuar lançando filmes sob os banners tanto da Fox (o estúdio maior) e da Fox Searchlight (o irmão mais novo).

Independentemente disso, o mundo nerd está em festa. O retorno dos direitos dos mutantes e do Quarteto Fantástico à Marvel é a realização do sonho de muitos de nós — inclusive do verdadeiro idealizador do sucesso dos filmes recentes de super-herói, Kevin Feige.

Fique atento ao Mestre da HQ para mais detalhes em breve!

Fonte: CBM

Star Wars | Marvel cancela minissérie de Darth Vader

Star Wars : Shadow of Vader, minissérie que traria Darth Vader como protagonista foi cancelada pela Marvel, o motivo segundo o site polygon foi a demissão do escritor Chuck Wendig. A notícia veio a tona quando varejistas de quadrinhos perceberam que Shadow of Vader # 1 não estava disponível  para pré encomenda, e segundo a Marvel, a série não estaria em andamento.

No momento da demissão, Wendig já teria concluído três edições da série que teria cinco números. Seu desligamento da editora se deu graças, ao “excesso de política, vulgaridades e negatividade” no Twitter.

DC COMICS | General Zod fará parte do Esquadrão Suicida

A DC divulgou recentemente algumas sinopses das suas HQs para o mês de maio. Além de ser o mês da conclusão da minissérie “The Button”, onde Batman e Flash investigam o aparecimento do botão do comediante na Batcaverna, a DC revelou uma grande surpresa para os fãs da equipe mais perigosa dos quadrinhos.

General Zod passará a integrar a equipe comandada por Amanda Waller. É isso mesmo: o esquadrão estará mais poderoso que nunca. Confira a sinopse:

Earthings on fire parte dois. Obrigada a tomar medidas extremas por causa da organização mundial conhecida apenas como The People, Amanda Waller faz o impensável: transforma o General Zod um membro da Força-tarefa X! Sua primeira missão? Destruir Annihilation Brigade, um tipo de ‘Esquadrão Suicida’ da organização!”

Ainda não se sabe os detalhes e como Amanda conseguiu convencer o Kryptoniano a se juntar a equipe. Vale ressaltar que atualmente Zod encontra-se preso em Belle Reve, em um equipamento que o mantém em um estado de hibernação.

Via: Torre de Vigilância

O Nascimento de um Novo Herói – New Super-Man.

A China é um dos maiores países do mundo, sua população ultrapassa o número de 1.375 Bilhões pessoas. Devido esse grande conglomerado de seres humanos em uma única região, os olhos de Hollywood se voltam para o oriente, a fim de abocanhar esse enorme público.

É cada vez mais notável a influência chinesa nos grandes meios de comunicação. O cinema talvez seja o meio mais afetado por esse “novo” mercado.

Como tudo na vida, existe um lado bom e um ruim. Hoje vemos trailers sendo feitos exclusivamente para o público Chinês. Um dos materiais promocionais mais polêmicos que tivemos foi o do filme Star Wars – O Despertar da Força. Em toda a divulgação do longa temos o personagem de John Boyega ( Finn) sendo colocado de lado. Isso ocorreu porque a China é um país muito preconceituoso, e ter um negro estampado na capa do filme não iria vende-lo.

160329_chinese_superman_a8f02106325eb9f565b0accacbe1c18e.nbcnews-fp-1200-800

Esse fato é um absurdo! Existem pessoas que pensam que Hollywood não tem que mudar o mundo. Elas dizem que, assim como qualquer empresa, seu papel principal é vender. Porém, existe algo a mais quando estamos falando de comunicação.

A comunicação é uma arte, e arte é uma expressão do que a sociedade é. Será que queremos que a nossa sociedade seja preconceituosa? Um filme, quadrinho ou qualquer arte tem o papel de mostrar, guiar e transformar as pessoas em seres PENSANTES, que agem de forma coerente.

Porém, não é sobre isso que esse texto está sendo publicado. Como o nome do texto diz, um novo herói nasceu e esse herói veio para quebrar alguns paradigmas que criamos ao longo dos anos.

Não ia demorar para que os quadrinhos fossem afetados por esse grande público Chinês. Respondendo a toda essa demanda a Dc decidiu criar um herói com os poderes do Superman nativo da china.

7hYlDoIBgoTxHDq6NnQOST

Essa missão ficou nas mãos do roteirista Gene Yang (chinês americano). O autor nos traz o protagonista Kenji Kong. O menino de 17 anos que apesar de ter os poderes de Kal-El, não tem seu caráter.

Logo nas primeiras páginas somos apresentados a um “herói” , que ainda não tem poderes, egoísta, exibido e, como se não bastasse, a sua primeira aparição mostra-o bulinando um gordinho. Ou seja, um mal caráter, que tem tudo para ser confrontado e virar um grande herói.

A Hq tem um ritmo muito dinâmico, mas que não chega a ser corrido. Ela traz esperanças para esse novo herói que nasceu em um lugar diferente do convencional. Que nós possamos ver mais disso acontecer, pois não é só em Metropolis, Gotham ou Nova York que nascem grandes Heróis.

Histórias que não morrem nunca – The Flintstones e Scooby Apocalypse.

Estamos em uma época que a indústria da comunicação está utilizando muito um único método de criação. O formato das adaptações está cada vez mais forte, tanto na indústria televisiva quanto cinematográfica.

Vemos tanto o cinema quanto a Tv adaptando livros, quadrinhos, games e tudo mais que se tem direito. Isso ocorre porque adaptar obras é uma pratica muito lucrativa, esse formato gera algumas discussões entre os amantes de cinema e o público em geral.

Existem pessoas que pensam que adaptar significa não ter criatividade para criar o novo, mas, os que defendem o gênero dizem que adaptar é sim criar, pois, sempre que mudamos o meio que a história é contada, a forma também é alterada.

Pelo bem ou pelo mal, a adaptação veio pra ficar. E surfando nessa onda, a nossa amada e querida Dc Comics resolveu “criar” duas adaptações de desenhos muito celebres para todas as crianças.

No mês de Junho foram as ComicShops gringas a primeira edição de Scooby Apocalypse, HQ que recria toda a história dos caçadores de mitos mais amados da Hanna Barbera, e semana passada tivemos a oportunidade de ler o a primeira edição de The Flintstones.

Os dois desenhos foram MUITO bem adaptados, ambos ganharam uma linha narrativa mais atual, porém não perderam a sua essência.

scooby

Na de Scooby Doo vemos uma história totalmente diferente, Estamos em um apocalipse, que é quase zumbi, os perigos e os mistérios dessa vez são reais, e o clima de comédia do desenho é trocado por um clima mais tenso.

O grupo continua o mesmo, mas temos origens (se é que podemos chamar assim) diferentes. Fred e Daphne são repórteres de um antigo programa chamado Misterious Myteries, qualquer semelhança NÃO é mera coincidência, o show está falido, apesar de ter uma promissora repórter nas rédeas dele.

Velma é uma cientista que trabalha para uma empresa de experimentos, que por sua vez é a protagonista de toda a confusão. Salsicha não é chamado por esse nome, aqui é chamado de Morville (Shalsicha é apenas uma apelido intimo), ele é o treinador de cachorros que trabalha na mesma empresa de Velma.

Falando em cachorro, Scooby é um experimento de cachorros inteligentes treinados para matar, porém, o animal de estimação de todas as crianças é uma falha que, ao invés de matar, é um doce.

O quadrinho trás referências a quase todas as obras de apocalipse que fizeram sucesso depois do seu lançamento. Ele acalenta o coração ao mostrar clássicos do desenho como a Máquina do mistério, que é quase um tanque de guerra. E emociona quando Salsicha fala a clássica frase “Scooby doo, onde está você?”.

Muito antes de um futuro apocalíptico, existiam os Flintstones. Não se assuste, os dois quadrinhos não possuem ligação nenhuma além do nome da produtora. Como é bom ver a família mais querida da idade da pedra voltar à ação!

efrqibwrta6vumdawlat

A primeira edição começa nos dias de hoje, em um museu que possui um Homem-de-Neandertal. Depois passa para Bedrock, e lá que vemos nossos queridos personagens. A história não é muito alterada, apenas os “conflitos” dos personagens são mais atuais.

É excelente ver o quadrinho criticando comportamentos contemporâneos nas palavras de um ser pré histórico. Apesar de ser antiga, os pensamentos de Fred e Vilma são mais atuais que muitos quadrinhos passados nos dias de hoje.

A história não tem um grande acontecimento, e isso está longe de ser uma crítica. Vemos um capítulo legal e dinâmico que não precisa de uma batalha entre dinossauros para terminar de forma divertida.

AH! Não posso me esquecer, escutamos (porque não tem como ler sem projetar o som na mente) o clássico “Yabba Dabba Doo”.

Para a Dc eu so tenho a agradecer, Vida longa e próspera para todas essas adaptações de desenhos antigos, que venha He-Man e os Thundercats! Podem trazer mais dessas inocentes, dinâmicas e tremendamente divertidas histórias que nunca morrem.

Um verdadeiro Herói – Superman: Entre a Foice e o Martelo

Muitos que leram Superman – Re Son podem encarar a história com esse pensamento; o Superman é perigoso! Se um dia ele decidir pegar o mundo e coloca-lo debaixo do seu braço, nós, meros mortais, não teremos chance contra o ser superior.

Mas, Superman – Entre a Foice e o Martelo é muito mais, MUITO MAIS profundo que isso.

Escrito por Mark Millar e com a arte de Dave Johnson a HQ nos mostra um Superman diferente, não apenas o herói, o quadrinho nos apresenta um mundo totalmente diferente. É interessante ver como um único fato pode mudar todo o curso de uma história, e nessa excelente obra, vemos que, a queda de Kal-El em Smallville é sim, um dos acontecimento mais importante do universo DC Comics.

Na história, Clark não caiu nos EUA, na verdade a sua nave tardou 12 horas para aterrissar e acabou “pousando” na Ucrânia. Em vez de ser o escoteiro com os ideias americanos, Superman é um herói Soviético.

Em meio a Guerra Fria, com diversas corridas governamentais, camarada Stalin (como é citado na HQ) não tardou em colocar o “vermelhão” em papel de destaque na nação. Logo na sua primeira aparição, Kal-El chocou todo o mundo, inclusive um dos cidadãos mais solenes da nossa terra, Lex Luthor.

Superman_Red_Son_TPB_(Sepi-DCP)_055

Se a arma dos Soviéticos é Clark, a dos Americanos é o intelecto de Luthor. Os EUA não demoraram em pedir ajuda para o empresário, que por sua vez, também não tardou em construi um plano para derrotar Superman.

Spoilers a parte, a história é impressionante, ela possui um ótima narrativa com um ótimo ritmo de leitura. Não é à toa que ela é considerada como uma das melhores histórias do herói.

Agora vamos ao que interessa! No começo do texto comentei que o quadrinho é muito mais profundo do que a rasa interpretação de “Superman ditador”, no seu final ele me levou as lágrimas com seus dilemas e reflexões.

Ter um Superman ditador não é algo pouco usado, vemos isso acontecer em Injustiça, Reino do Amanha e em muitos outros arcos de história. Isso é muito utilizado, pois, ter o símbolo de esperança convertido a um cruel totalitarista é um Plot muito interessante.

15

Eu, como fã do herói, nunca gostei de ver o ultimo filho de Krypton nessa situação. Sempre achei que isso enfraquecia o personagem, mostrando que, a linha que ele atua é tênue e, basta uma tragédia, para ser ultrapassada.

Porém , Entre a Foice e o Martelo fez com que eu mudasse minha opinião sobre isso. Ter uma historia de universo paralelo que coloca o azulão como ditador não age como Kryptonita na índole do personagem, muito pelo contrario, ela reforça o poder que a psique do Superman tem.

Esperança, essa talvez seja a palavra mais forte no caráter do personagem, e é isso que faz com que ele não aja como um ditador barato. O Superman podia muito bem ignorar os governos e suas leis, mas, mesmo com todo a sua força, ele escolhe não fazer isso.

Isso é o caráter do verdadeiro herói, ele não faz justiça por que quer vingança, nem por um ideal, ele faz por que é o dever dele fazer. Clark, em todo o seu poder, se sente responsável pelo mundo. Ele pensa que é sua obrigação cuidar da Terra, e esse cuidado não se mistura com intervir nas nossas decisões.

O Superman tem o poder para tornar o mundo um lugar “ideal” para se viver. Ainda assim, com esse poder, ele prefere deixar o homem ter o controle, mesmo que muitas vezes erremos.

Ter o poder de fazer tudo da sua forma, e mesmo assim não fazer! Isso é ser um herói de verdade.

Todo o quadrinho deve ser GRANDE? – Action Comics 957.

Hoje, 8 de junho de 2016, fomos REapresentados ao novo/antigo quadrinho do Superman. Com o Rebirth a Dc decidiu voltar com a antiga numeração pré Flashpoint.

A Hq começa com um roubo de banco, e então, quando os ladroes não esperam, surge um S brilhando na escuridão. Porem, o ser que esta atrás desse S não é Kal-El, muito pelo contrario, é o Humano Lex Luthor “fardado” com o S mais icônico dos quadrinhos.

Vemos então Clark e sua família, núcleo que foi muito bem desenvolvido no arco “Lois e Clark”, entrando na sua nova casa. No meio da mudança a família é atingida pela notícia do novo Superman, Kent não deixa isso barato, no mesmo instante ele pega sua clássica roupa e vai de encontro com o herói/vilão.

AC_957_04_color

Quando os dois se encontram há um bom diálogo, confesso que lendo fiquei bem animado pensando que esse seria o Plot principal da nova HQ. Mas, não é isso que acontece. Nas ultimas paginas fui AGREDIDO com um turbilhão de informações e Plot Twist desnecessários.

Essa decepção me fez pensar, toda o quadrinho deve ser grande? Essa questão vem me afligindo à um bom tempo. Vemos atualmente, nas HQS mensais, uma ânsia por ser a melhor história já feita. Com esse desejo, tanto a editora quanto os escritores acabam confundindo qualidade com reviravoltas.

As vezes me sinto vendo séries mal feitas de televisão. Quando um episódio não é capaz de ser solido o suficiente para manter a audiência então, ele apela para “GRANDES” reviravoltas que são apresentadas nos últimos minutos do episódio. O pior é que a o Plot Twist é tão desnecessário que não dura mais de um ou dois episódios ou, no caso, edições.

Antes do Rebirth, a Dc nos apresentou a HQ já sitada chamada Lois e Clark. Eu gostei muito desse quadrinho, e o principal motivo para ter gostado é que a história não possui grandes reviravoltas em todos os finais de suas edições.

Eu não quero ler o melhor quadrinho de 30 paginas já feito toda a vez que compro umaHQ mensal, quero ler um bom arco de histórias, com edições consistentes, que desenvolvam um narrativa que se conclua bem e, depois de varias edições, posso sim ser apresentado a uma reviravolta.

tumblr_o87f0rOPWo1sr9pgto3_540

Porque não desenvolver? Por que não deixar a grande reviravolta para o final do arco da historia?

Action Comics se perde justamente porque não responde essas duas perguntas. É impressionante como as 3 ultimas paginas de um quadrinho podem manchar muito uma boa edição.

Fiquemos no guarde para ver todos esses “mistérios” serem resolvidos nas próximas edições. E oremos para que mais miatérios não sejam apresentados, pelo menos por um bom tempo.

As diferentes Kryptonitas do universo DC

Kryptonita, é o nome dado a um mineral, ou qualquer coisa que veio de Krypton após sua explosão. Muitas vezes, é a nossa querida Kryptonita que faz as histórias do Superman ficarem mais emocionantes, a final, o que é um herói sem dificuldade? Mas ao longo dos anos, principalmente na continuidade antes da Crise nas infinitas terras, a Kryptonita recebeu várias formas. Várias cores, e diferentes efeitos no Homem de aço. Estou falando de MUITOS efeitos diferenciados. Já na pós crise, existe apenas uma Kryptonita, a verde. E as outras, são resultados de experimentos com a mesma. E é sobre estes experimentos que falaremos agora.

A Kryptonita verdeBatman-Kryptonite-Ring-Comics

Green_Kryptonite_0002Todo mundo conhece a Kryptonita verde, já que é a mais comum. Existe primeiramente em forma metálica, mas também pode ser achada cristalizada. A textura em si não importa, apenas a radiação que ela gera. Ficar exposto a Kryptonita verde causa problemas tanto a humanos, quanto a Kryptonianos. Porém, em humanos, o efeito é menor, e só realmente causa um problema quando a exposição é muito prolongada. Por exemplo, no caso do Lex Luthor, que costumava cheirar Kryptonita verde manusear muito o mineral, com projetos malucos para matar o Homem de aço. Acontece  que todo Kryptoniano na terra absorve energia em suas células, certo? O que quer dizer que cada célula é como uma bateria, que armazena mais energia que a Usina Hidrelétrica de Itaipu. Porém, quando exposto a Kryptonita verde, o Kryptoniano tem sua energia alterada para a radiação Verde K. Que torna a energia nas células tóxica. Se prolongado, o efeito se torna fatal, ou seja, pode até mesmo matar.
Na continuidade Pós crise, a Kryptonita é resultado da fundição de diferentes elementos do planeta Krypton, para se tornar uma forma nova de radiação.
Algo muito interessante da Kryptonita verde, é que a sua primeira aparição não foi em história literária alguma do Superman, e sim, nas Aventuras de rádio do Homem do amanhã, que eram uma verdadeira maravilha droga, pois o roteiro era tão fraco que parecia chá (apenas minha opinião. Não me matem) A Kryptonita apareceu pela primeira vez exatamente para dar um pouco de dificuldade ao Homem de aço. Que já nas suas HQs estava… Muito poderoso, digamos assim… Coff coff movendo um sistema solar nas costas coff coff.

A Kryptonita dourada

Imagem 058

Tendo sua primeira aparição na Superman volume 1 número 167, a Kryptonita dourada é a forma do crack mineral mais mais rara, pelo menos na continuidade pré crise, é claro. Decidi falar dela primeiro, pois foi uma das que mais me marcou como fã do Superman. Já que na famosa história do supermankryptonite Alan Moore “O que aconteceu com o Homem de aço” o Superman se suicida ao final, utilizando a mesma. Se você ainda não leu essa HQ e reclamou de spoiler, que vergonha sua, cara. Os efeitos são muitos simples. Assim que o Kryptoniano entra em contato com o mineral, ele perde seus poderes. A Kryptonita dourada pode causar problemas também de hereditariedade, ou seja, se um Kryptoniano tiver um filho com uma humana após ter sido afetado pela Kryptonita dourada, seu filho(a) também irá perder os poderes, e provavelmente nem desenvolverá os mesmos. Ela (A Kryptonita dourada) também pode tirar a memória de suas vítimas, como por exemplo, de Quex-Ul.
Já na minha querida Pós crise, a Kryptonita dourada só afeta Kryptonianos de uma mesma realidade, como quando Superman foi para o Mundo compacto, e usou a Kryptonita dourada para tirar os poderes de Kryptonianos que haviam devastado a terra. A Kryptonita dourada de Luthor funciona de uma forma diferente da Pré crise, já que o efeito é temporário, e sua gama é eficaz, embora não se saiba exatamente a duração do efeito da mesma. Ao que parece, ela só é eficaz a uma longa distância.

 

A Kryptonita negra

Essa em especifico, assim como a Kryptonita verde, nasceu em um meio diferente dos quadrinhos. Na nossa amada série de TV Smallvile (sambari evil-supergirlsavi mi). Apareceu, na quarta temporada, do episódio “Cruzada”. Basicamente, a Kryptonita preta separa Kal-El em duas personalidades. No caso da série, de Clark, e Kal-El. Basicamente eles viram Superman Red and Blue. Para os que não conhecem, foi uma fase nos quadrinhos onde Superman se dividiu em duas partes, sua parte boa, e sua parte ruim. E depois disso, foi aparecer novamente para transformar o Apocalipse em duas personalidades diferentes.
Durante certas circunstâncias, talvez apenas no momento da criação, A Kryptonita negra também pode afetar os seres humanos, levando-os a se dividir em dois seres diferentes, uma manifestação de uma boa e pura personalidade, e a outra, uma personalidade mal. O único caso de que a mesma afeta os seres humanos ocorreu no episódio “Onyx”, quando um experimento com a Kryptonita verde deu errado e causou uma divisão em Lex Luthor.
Eventualmente apareceu nos quadrinhos, quando Lex a usou para dividir a Supergirl.

Crusade571

 

 

 

A Kryptonita prateada

jo70h

Esta apareceu pela primeira vez em uma variação das histórias do Superman, feita para ganhar mais dinheiro, “Amigo do Superman, Jimmy Olsen”. Assim como tinha também “A namorada do Superman, Lois Lane”. Na HQ em especifico, a Kryptonita prateada não tem nenhum efeito em especifico, é puramente uma piada do brincalhão Jimmy.


Acontece que no seriado Smallvile, como a Kryptonita é algo comum, que pode ser achado até mesmo em seu telhado, a Kryptonitap prateada, criada por “Brainiac” (atenção: Pode não ser o Brainiac de verdade, e sim uma Smallvilerização dele), a Kryptonita prateada causa alucinações no Superman, o que faz ele pensar que seus amigos morreram. Nada legal Brainiac. Nada legal.
Na continuidade Pós crise, a Kryptonita prateada é algo mais mágico, de grande importância para a comunidade sobrenatural do Orkut. E ficou conhecida como Kryptonita mágica, que foi encontrada na Ilha dinossauro, no amuleto de Ach-om Rashay. Os efeitos da mesma são o mesmo da cannabis ao humano.

Kryptonita azul

kryptonite-blue1A Kryptonita azul, na continuidade pré crise, é resultado da curiosidade do Superman, em usar o raio duplicador de Bizarro na Kryptonita verde. Então ele a usou para lutar contra um exército de Bizarros alterados. Bem vindo a pré crise.
A Kryptonita azul faz efeito apenas nos Bizarros, e é inútil contra Kryptonianos, e humanos.
Na continuidade pós crise, que como sempre, vem para nos salvar, a Kryptonita azul faz um efeito contrário a Kryptonita verde, o que faz os Bizarros ficarem mais fortes, e mais inteligentes. Ao exemplo no que aconteceu ao Batzarro.

 

Kryptonitas rosa e roxa.

igm2A famosa Kryptonita rosa…
Apareceu na edição de número 79 do volume 1, nas HQs da Supergirl. Que acontece quando Linda Danvers tomou o lugar de Kara, e ambas foram parar na terra Pré crise. Onde acontece uma cena muito da interessante, onde o Superman chega a dar em cima do Jimmy Olsen, o que quer dizer que a Kryptonita rosa, da qual Superman foi exposto, transformou ele temporariamente em um homossexual. Já a Kryptonita roxa, nunca mais apareceu, e a primeira vez que apareceu, basicamente se tratava de uma Kryptonita que age como verde, da cor roxa. Eu achei que deveria ser lembrada, já que é um belo disfarce. Quem suspeitaria de uma pedra roxa?

 

 

 

 

 

 

A Kryptonita vermelha

E04red720pmkv_000091591

A Kryptonita vermelha, provavelmente é a mais bizarra da lista. Por isso a coloquei por último. Se trata da Kryptonita verde, que em meio a seu caminho para terra, passou por uma nuvem vermelha, e culminou nesta estranha variação. Pode durar um ou dois dias, e tem um efeito aleatório em Kryptonianos. Diversos efeitos já foram registrados pelos meus olhos mortais, pelo menos na continuidade pré crise, e aqui estão alguns:

  • Transformado em um dragão
  • Ficou malvado
  • Um gigante sem poderes
  • Transformado em um anão
  • Se transformou em um humanoide sem cabeça
  • Se tornou um psicopata
  • Ficou com amnésia
  • Ficou cego temporariamente a qualquer coisa da cor verde.
  • Seus cabelos cresceram exponencialmente
  • Perdeu os poderes
  • Incrementou telepatia
  • Perdeu a vulnerabilidade em suas costas
  • Gerou um clone do mal
  • Não conseguiu falar, pensar, ou escrever nada além de “Kryptonese”
  • Ganhou uma boca extra
  • Perdeu equilíbrio e controle manual
  • Transferência mental
  • Começou a agir rapidamente
  • Sua personalidade foi alterada

Red_KNão me pergunte.
Estes efeitos porém, vieram um de cada vez. Me pergunto como um planeta destruído continuava Krimson_Kryptonite_001gerando massa.
Dessa vez, nem mesmo a Pós crise conseguiu dar conta da bizarrice que é a Kryptonita vermelha. Já que na mesma, o vilão Dominus, a recriou, e fez com que a cabeça do Superman crescesse a ponto de que Clark tinha que usar um chapéu maior.
Já em Smallvile, e na Série “Lois and Clark”, a Kryptonita vermelha causava um efeito de rebeldia no
Superman, fazendo ele virar um verdadeiro punk, anarquista e malvado.
Posteriormente, Lex Luthor criou sua própria Kryptonita vermelha, e felizmente, esta causava apenas mutações ao DNA Kryptoniano.
Não confundir com a Kryptonita carmesim, criada por Mr. Mxyzptlk, que basicamente tirava todos os poderes do Superman, e foi encontrada por Luthor.

 

 

 

Kryptonite_VarietalsÉ isso aí caro leitor. É claro que estas são algumas das outras Kryptonitas que existem. Mas eu realmente acho que daria depressão a vocês. O que acharam da matéria? Acharam que faltou algo importante? Gostou? Odiou? Não esqueça de deixar aqui em baixo.
Espero que pelo menos não tenha os deixado em depressão profunda, abração!

 

 

Review: Superman American Alien

“Eu não gosto do Superman! Ele é forte demais!” Eu ja ouvi essa afirmação muitas vezes, e por muito tempo ela me fez pensar: será que o herói mais antigo de todos os tempos está ultrapassado?

Antes de responder essa pergunta quero falar um pouco sobre a história por trás desta HQ que venho aqui resenhar.

 

superman_american_alien

O quadrinho tem uma história de bastidores interessante, o polêmico escritor Max Landis (Poder sem limites) vivia publicando vídeos no seu canal do Youtube falando mal da atual fase do seu herói favorito, o Superman. A Dc então resolveu oferecer para o autor, publicar sete histórias do personagem. E eu realmente  espero que a intenção da editora não tenha sido desafiar o escritor, a fim de negativamente testar sua capacidade, por quê, se era essa a intenção, eles falharam MISERAVELMENTE!

Max dá um show de Storytelling, a primeira edição é uma das melhores leituras da infância do Superman que eu já vi! Cada edição retrata uma fase da vida de Clark, desde a infância até sua chegada a Metrópolis.

 

GalleryComics_1920x1080_20151111_SM_AMALIEN_1_56215152ca16f6.11165523

A arte das HQs também merece ser citada, cada edição esta na mão de um artista diferente , temos Nick Dragotta, Tommy Lee Edwards, Jade Lee e muitos outros que fizeram um trabalho lindo no quadrinho. A justificativa que Max dá para o uso de muitos artistas é: cada HQ se passa em fases diferentes do personagem, conforme o personagem muda sua visão de mundo, a arte da HQ muda também.

Agora voltemos a pergunta inicial: Afinal, o Superman é um personagem vazio e ultrapassado?

Falar que o Superman é um personagem vazio, é um erro do tamanho de seu poder, Kal-el é um dos personagens mais complexos que as HQs já viram. Se não fosse assim, ele não teria  sobrevivido à todo esse tempo de história.

Superman tem sim um potencial enorme para ser um personagem chato, se olharmos para ele como um brigão imbatível e sem propósito. Porém o que torna o azulão um ÓTIMO personagem é o conflito que você insere nele.

 

Superman-American-Alien-1-2016-Page-14

Superman American Alien é a HQ que melhor explorou esse conflito do personagem nos últimos tempos. Antes de desenvolver Clark como o herói, o quadrinho desenvolve Clark como humano, ou melhor, um habitante da terra!

Ela mostra um menino que não quer ser super forte, mostra um adolescente que se enxerga como um ET, e que um dia sonha em ser apenas normal. Quando Clark cresce, ele supera a fase de negação, porém, outras dúvidas surgem na cabeça do herói. A HQ mostra que Clark nunca quis ser uma celebridade, o garoto só queria fazer o bem!

Fazer o bem, nisso o herói é excelente, qualquer um com seu poder teria uma visão de mundo totalmente diferente, no entanto, Kal-el vê com amor o planeta terra. Ele não consegue, mesmo olhando sempre do alto, nos ver como seres inferiores. Clark se coloca em pé de igualdade para com os humanos, e isso faz do personagem e do quadrinho algo MARAVILHOSO.

 

SupermanChopSticks01

O Superman precisa de roteirista que dêem essa profundidade ao personagem, e é exatamente isso que Landis fez com esse excelente quadrinho.

O autor consegue lidar com o poder do personagem melhor até que a própria Dc! a editora vem publicando na sua série

“DCYOU” um herói que não é o superman. Eu não digo isso porque ele está vestindo um “uniforme” que se compõe de uma calça jeans e blusa. Digo isso porque não é preciso enfraquecer o personagem para poder explorá-lo, o superman é profundo em seu poder, e está mais do que na hora da editora perceber isso! (Fiquemos na esperança desse Rebirth)

Superman American Alien é excelente! Coloca um personagem em um nível que não presenciávamos há muito tempo. Se tivesse de dar uma nota, daria 10 com todos os méritos!

Encerro com um dizer muito forte e polêmico: O Superman não é um personagem ruim, mas talvez as escolhas que a DC tem feito em relação ao personagem, tenha enferrujado o seu maior medalhão!