Final de contrato ou final dos X-Men?

Os três anos de contrato com Jennifer Lawrence  (“Joy:O Nome do Sucesso), Michael Fassbender  (“MacBeth”), James MacAvoy  (“Fragmentado”) e Nicholas Hoult  (“Mad Max: Estrada da Fúria”) chegou ao fim. A Fox também já enfrenta problemas com seus outros filmes de super herói, e agora pode perder suas estrelas mais rentáveis que não possuem mais interesse em continuar.

“X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” teve uma bilheteria que rendeu 748 milhões, e a franquia recebeu uma queda em “X-Men:Apocalipse” que rendeu 544 milhões ao diretor Bryan Singer. Paul Degarabedian, analista especializado em bilheteria diz que caso a Fox queira suas estrelas de volta à franquia, eles precisam cumprir metas que não estão sendo realizadas: 

“Os produtores da Fox estão cegos com o sucesso da franquia, no entanto, este último filme dos X-Men sequer conseguiu conquistar o amor do público como seus últimos filmes. Caso a executiva Stacey Snider queira esses atores de peso retornando, está na hora de planejar com cuidado os próximos passos do filme.” Segundo Paul.

A franquia rendeu 4 bilhões de dólares até hoje.
Fonte: Cinema com rapadura 

Anunciada a 3ª Temporada de Justiça Jovem (Young Justice)

A espera acabou jovens! Depois de anos de campanha que pareceram uma eternidade, Justiça Jovem (Young Justice) vai ganhar uma terceira temporada. A Warner Bros. Animation anunciou hoje o início da produção desta nova temporada, e mais, segundo eles essa nova temporada “promete novas reviravoltas e perigosas ameaças para a equipe. Ainda não existe uma data para o lançamento desta terceira temporada, nem mesmo uma rede parceira, mas a Warner prometeu mais detalhes em breve.

Young Justice foi uma série de animação aclamada não só pelos fãs, mas também pela crítica, com uma grande lista de personagens do Universo DC, uma animação atraente, com histórias ricas e personagens muito em desenhados. Young Justice foi assistido por 25 milhões de espectadores únicos em cada uma de suas duas temporadas na Cartoon Network.

“A afeição que os fãs tiveram pela série e o desespero por mais episódios sempre ressoou conosco”, disse Sam Register, presidente da Warner Bros Animation e da Warner Digital Series, em um comunicado: “Estamos empolgados em trazer “o show de volta” para os fãs fiéis e para proporcionar também uma oportunidade para os novos telespectadores de descobrirem esta excelente série pela primeira vez.”

Os produtores Brandon Vietti (Batman: Under the Red Hood, Superman: Doomsday) e Greg Weisman (Star Wars Rebels, Gárgulas) estarão retornando à série.

Justiça Jovem é protagonizada pelos jovens super heróis do DC Universe, nos quais ainda estão se habituando nesse mundo novo dos super poderes, Super-Vilões e Super segredos. Usados estrategicamente como a arma secreta secreta da Liga da Justiça, Canário Negro, Robin, Aqualad, Kid Flash, Superboy, Miss Marciana e uma série de outros se esforçam para provar aos seus lendários mentores, e para si mesmos, que eles têm o que é precisopara serem heróis.

Quando saiu do ar, Justiça Jovem deixou muitos pontos mal resolvidos. O principal deles foi o destino final de Kid Flash (Wally West), que aparentemente sacrificou sua vida por um bem maior na segunda temporada. Esperemos que a nova temporada ofereça um desfecho sobre a questão.

A Warner Bros Animation também lançou um novo site, yjs3.com, para manter os fãs atualizados com as informações mais recentes sobre a nova temporada.

Clique aqui para ver o poster oficial da terceira temporada de Justiça Jovem (Young Justice).

Confiram Stranger Things em Lego!

Se você está esperando ansiosamente o retorno de “Stranger Things” para Netflix, da pra matar a saudade com essa versão em lego.

 

Naturalmente, se não assistiu a primeira temporada, não veja esse vídeo.

Quanto às notícias oficiais sobre a segunda temporada de “Stranger Things”, sabemos com certeza que Eleven estará de volta (apesar dos acontecimentos que vimos na primeira temporada). Infelizmente a Barb não vai voltar, embora pareça que o caso da adolescente desaparecida ainda será uma parte do enredo da série.

 

O Roteirista de Sandman abandona o Projeto do Filme.

Eric Heisserer, desistiu da adaptação de Sandman da New Line.

A divisão vai além de “diferenças criativas” normais, mas até o fato de que Heisserer acha que Sandman merece ser uma série de televisão e não um filme.

“Eu tive muitas conversas com Neil Gaiman sobre isso, e eu fiz um monte de trabalho sobre e chegou à conclusão de que a melhor versão existente é como uma série HBO ou série limitada, e não como um filme. Nem mesmo como uma trilogia. ” disse Heisserer. “A estrutura do filme realmente não se encaixa com isso, então eu voltei e disse aqui é o trabalho que eu fiz, e este não é onde deveria estar, ele precisa ir para a TV. Então, eu falei que estava fora do trabalho! ”

Heisserer foi contratado depois de Joseph Gordon-Levitt, que tinha sido escolhido para dirigir e estrelar o filme.

Homeland – Trailer da sexta temporada lançado!

Quem gosta de Homeland, há uma novidade: o primeiro trailer da sexta temporada foi lançado pela Showtime no canal do Youtube. Você pode assisti-lo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=m9MvePNpnGg

Abaixo vai um resumo do seriado:

“Homeland segue Carrie Mathison, uma oficial de operações da CIA que, depois de conduzir uma operação não autorizada no Iraque, é colocada em liberdade condicional e transferida para o Centro Contraterrorista da CIA em Langley, Virgínia. Enquanto conduzia a sua operação no Iraque, Carrie foi avisada por uma fonte que um prisioneiro de guerra americano passou para o lado da Al-Qaeda. O seu trabalho é complicado quando o seu chefe, David Estes, a chama junto com seus colegas para uma reunião de emergência. Nela, Carrie descobre que Nicholas Brody, um sargento dos Fuzileiros Navais que desapareceu durante o serviço em 2003, foi resgatado durante uma incursão da Delta Force num complexo pertencente a Abu Nazir. Carrie passa a acreditar que Brody é o prisioneiro de guerra que sua fonte tinha falado. Entretanto, o governo federal e seus superiores consideraram Nicholas Brody como um herói. Percebendo que seria quase impossível convencer Estes a colocar Brody sob vigilância, Carrie pede ajuda da única pessoa que ela pode confiar, Saul Berenson. Os dois começam a trabalhar juntos para investigar Brody e impedir um novo ataque em solo americano.”

Sua estreia está marcada para 15 de janeiro nos Estados Unidos. No Brasil, Homeland é exibida no canal pago FX

Temporada 4 de Sherlock ganha data de estreia!

Em breve Sherlock e Watson farão a estreia da sua quarta temporada, temporada essa muito esperada pelos fãs.

A BBC lançou no seu twitter que a temporada sairá dia 1 de Janeiro de 2017. Sherlock foi adiado algumas vezes devido à popularidade do ator Benedict Cumberbatch, mas as coisas estão próximas de serem completadas.

O trailer para a próxima temporada foi recentemente liberado (veja aqui) também, trazendo um tom mais negro para o universo de Sherlock e essencialmente colocando todos os seus amigos e pessoas mais próximas em risco graças a um inimigo desconhecido.

Nós dizemos desconhecido, mas o trailer começa com Moriaty perguntando “Sentiu minha falta?”. Também pode ser Toby Jones que atuará em um novo vilão na temporada 4.

Os nomes dos dois primeiros episódios também foram liberados, sem tradução ainda, que serão “The Six Thatchers” (episódio 1) e “The Lying Detective” (episódio 2). De acordo com Cumberbatch, o episódio 3 é onde a verdadeira diversão começa.
“Oh Deus, vocês tem muito a ver ainda no episódio 3”

Abra seu coração para Preacher

A DC tem expandido seu universo de séries para todos os níveis, o que antes ficava restrito a seriados de heróis(Vide The Flash, Arrow, Supergirl, Smallville entre outros), passou a arriscar em um linha não tão conhecida, o Universo Vertigo.
Sim, eu sei, a DC/Vertigo possui nomes famosos como Hellblazer (Constantine) e Sandman, porém outros nomes do mesmo selo não haviam sido explorados em outras mídias até o presente momento.
Começamos com a vindoura série Izombie, que hoje é uma das principais audiências do canal americano The CW, que mistura humor com violência e sangue. Na mesma linha tivemos a série Lucifer, inspirado em um personagem que outrora fora criado para o universo de Sandman (Que devido ao seu sucesso ganhou uma revista própria logo depois). Embora tenha seguido uma abordagem distinta do material original, Lucifer conseguiu conquistar diversos fãs, pelo seu tom de humor misturado a sua abordagem filosófica e um tanto quanto crítica de fatos da sociedade humana.

Preacher-poster-classic-cover-1
Dominic Cooper interpreta o Pastor Jesse Custer em Preacher

E essa semana tivemos a grande estreia de Preacher! Inspirado na HQ de mesmo nome e produzido pelo canal AMC(Mesma produtora de sucessos como: Breaking Bad, MadMan e The Walking Dead), a série veio para completar o leque de tonalidades das atuais séries da DC. Como assim? Pegando uma declaração que Geoff Jhonns(Supervisor do Universo extendido DC), a DC hoje, pelo menos nos cinemas, vai buscar diversificar a sua fórmula em filmes, isto é, haverão filmes mais sombrios, outros com tonalidade mais humorística, política, mística e alguns que poderão fazer uma mescla desses tons. E pelo que foi mostrado até agora, as séries irão seguir algo semelhante.
Ao contrário de outras séries da DC, Preacher chegou com um episódio piloto eletrizante. Embora tenha se distanciado um pouco da HQ na qual foi inspirada, a sua essência permanece, com certa atualização para os dias atuais. (PS: Os próximos parágrafos poderão conter spoilers da HQ, se você não conhece, leia por sua conta em risco).

Na HQ, a entidade Gênese, fruto de uma relação proibida de um anjo com demônio, escapa dos céus e vem a terra possuindo o Pastor Jesse Custer durante um culto. A energia gerada pela possessão de Jesse gera uma explosão que destrói toda a igreja, matando todos que ali se encontravam(O que mais tardiamente traz a atenção das autoridades americanas e consequentemente, problemas para Jesse).
O piloto segue uma linha diferente, fazendo uma apresentação breve de Gênese chegando a terra possuindo um pastor Africano. Pelo que ficou subentendido, Gênese passou a possuir diversos líderes religiosos ao redor do mundo (Até mesmo Tom Cruise, eita), porém todos eles morriam pouco depois com os seus corpos explodindo, literalmente. Talvez fosse apenas um teste da Gênese, a fim de chegar naquele que seria o “escolhido”.
Vimos também uma entrada magnífica de dois grandes personagens, Tulip e Cassidy. Tulip mais mortal do que nunca, fazendo jus a sua versão badass das HQs (Embora não tenha seguido o mesmo visual) e Cassidy, com seu humor ácido e sede por sangue, que juntos, prometem ser grandes aliados de Jesse na sua jornada que está apenas começando.
E claro, conhecemos o AssFace(Ou cara de Cu), filho do xerife Root, que terá grande importância no decorrer da série.
O primeiro episódio serviu mais para apresentar os personagens para o grande público, aquele que não conhece a história pelas HQs e fez isso de forma incrível. Vimos Jesse com um dilema sobre ser ou não aquilo que o povo precisa, chegando a questionar se Deus realmente ouvia as preces de seus filhos. Tal dilema leva o pastor a programar um culto na qual iria anunciar a sua desistência da vida religiosa, porém, um dia antes, na igreja, durante a noite, após questionar Deus em uma oração e literalmente mandar o mesmo se foder, Jesse é possuído por Gênese.

Jessie possuido
Diferente da série, na HQ a entidade Gênese causa uma grande destruição no momento em que possui Jesse

Embora não tenha sido tão destrutivo quanto a versão das HQs, tal evento faz com que Jesse repense sobre a decisão de abandonar a vida de pastor. Conforme na história original, Gênese concede um poder especial ao seu hospedeiro, a capacidade de fazer qualquer pessoa fazer o que você quiser apenas dando uma ordem. Isso fica claro quando Jesse pede para um de seus fiéis contar a verdade para a mãe e abrir o coração para ela, o que acaba acontecendo de forma literal no episódio. Aliás, existem diversos momentos na HQ, onde as ordens de Jesse são levados na forma literal (MiniSpoiler a frente), o Xerife Root por exemplo, vai experimentar isso da pior maneira possível.

Xerife Root
Xerife Root, que na série é interpretado pelo ator W. Earl Brown

Ao final temos um Jesse mais ligado à vida religiosa, prometendo ser um exemplo para o povo e a chegada do Agente Secreto do Governo Fiore informando que o que estão procurando está lá. Isso pode dar uma pista de quem será um dos primeiros vilões que a trindade de Preacher(Jesse, Cassidy e Tulip) irão enfrentar.

Santo dos Assassinos
O Santo dos Assassinos, um dos maiores vilões de Preacher poderá aparecer apenas na segunda temporada da série

O que esperar da série?

Então, segundo informações dos produtores, a primeira temporada promete terminar onde a HQ começa. Como assim?
A primeira temporada possivelmente vai se focar mais na construção dos personagens, a forma como Jesse vai lidar com seu novo “dom”, uma possível perseguição dos anjos atrás de Gênese, muito sangue e violência( Ohh Yeahh) e pode terminar com a primeira página da HQ, mostrando Jesse, Tulip e Cassidy reunidos em uma lanchonete planejando a sua jornada em busca de Deus. E claro, é provável que o Santo dos Assassinos só dê as caras na próxima temporada.

Jessie Cassidy e Tulip
Resumindo, vale muito apena acompanhar a série, ainda mais para você que é fã do Universo Vertigo, e claro, da HQ em questão. Se você não é tão fã de super-heróis e busca por algo mais pesado, abra seu coração para Preacher.

Você não é dono da cultura pop

Não. Você não é dono de Star Trek, ou Star Wars. Ou do Batman, ou da Mulher Maravilha. Nem mesmo do Doutor estranho. Com você, me refiro a aqueles que julgam os outros, porque começaram a ler algo, ou assistir, só porque um filme sobre foi lançado. Ou um material novo foi disponibilizado.
Recentemente, pude ver com meus próprios olhos mortais, pessoas chamando outras de modinha, só porque os mesmos disseram que gostavam do Doutor Estranho. E antes disso, do lançamento de Star Wars episódio 7, presenciei o mesmo ato, só que desta vez com a obra de George Lucas. Por isso, a necessidade bateu em mim de fazer este post, como bateu das ultimas vezes que critiquei certos atos da internet. Infelizmente, só não falo de política porque é um site da DC. Hoje, aqui, agora, vamos provocar outra discussão entre nós. Quero que pensem. Você é mesmo dono de algo?
As pessoas não podem gostar do que você gosta? Você se acha dono desta coisa? Pois se você acha isso, está errado.

Eu conheço muitos nerds como eu. Mais velhos, mais novos. E costumo ouvir suas histórias, de como era ser nerd antigamente. A coisa que eu mais ouço, é de que não era tão fácil como se é nos dias de hoje. Como muitas coisas na realidade.
Antigamente, ser nerd não era nem um pouco fácil. As pessoas que se consideravam nerds, eram considerados infantis. Existiam pouquíssimas pessoas nerds. Star Wars, era considerado um filme infantil, e idiota. Os nerds costumavam sofrer bullyng.
Você tem ideia do quão privilégiado é de nascer nessa geração? Se você não tivesse nascido nesta geração, como eu, e fosse nerd, provável que sofreria bastante.
Por que não deixar as pessoas se tornarem nerds como você? Todos tem direito de gostar de Star Wars. E Star Trek. Ou Batman. Tanto faz. Você não pode impor a elas como “modinhas” como se fosse dono da personagem ou da franquia. Porque você não é… Vivemos em uma sociedade livre. E é bem mais fácil achar coisas do Batman para ler pela internet a fora do que era antes. Hoje todos têm acesso a internet de maneira rápida, sim rápida, ainda mais se compara a internet discada, e mais, barata.
O problema, é claro, acontece quando a pessoa se auto declara “fã”, e acha que é só preciso que os filmes sejam vistos para isto. Não. Eu já disse isto antes. Não é bem assim… Isto vai contra todo significado da palavra (Sim, eu pesquisei). Se você acha que é fã do Batman, por exemplo, e nunca leu uma HQ na vida, você está errado. Ou se considera fã de Star Wars e nunca viu o episódio 7, novamente está errado. Quando você é fã, torna-se alguém que cultua aquilo. Como eu sou de várias coisas.
Um exemplo recente foi o do Batman v Superman. Eu, por exemplo, adorei o filme. Fiquei feliz com ele. Me diverti. O problema, foi quando eu cheguei em casa, e me deparei pessoas ficando revoltadas com as opiniões das outras. Como se quando a pessoa não gosta do que a outra gosta, ela fosse algo como Adolf Hitler. Todos tem direito a dizer o que acham do filme. E se o mesmo não gosta de algo, pode ser discutido, mas a agressividade não deve prevalecer em relação a isto. Se todos tivessem opiniões iguais, imagine a sociedade igualitária no sentido de pensamentos?
Eu sempre reclamo que a falta da busca de informação é um problema constante na sociedade brasileira. Eu não tenho nada contra ninguém mesmo. Sinceramente. Quando digo que tenho algo contra alguém, podem acreditar que estou apenas brincando. Todos tem direito de dar sua opinião, e de ter uma, de achar algo. Mas você, caro fã de algo que não conhece, não pode opinar por tal coisa, sem conhecimento para tal. Certo que… Histórias em quadrinhos não agregam tanto por exemplo quanto filosofia, história, biologia ou… Física Quântica, coisas como estas que considero importante para evolução da sociedade. Histórias em quadrinhos são puramente entretenimento. Como qualquer romance, é possível ser utilizado para criticar, ou fazer pensar. Como várias HQs que eu amo de todo coração de nerd. Porém, apesar de não ser “Importante” para a evolução da sociedade, a falta de leitura de algo assim, para o conhecimento agregado, e a tentativa de opinião baseada em nada, mostra cada vez mais que as pessoas não estão com vontade de ler. E isto é péssimo, porque leitura influência o aprendizado das coisas importantes citadas acima.
Eu aprendi a ler com histórias em quadrinhos. Me alfabetizei com tais. As HQs são a porta de entrada para outras coisas. Assim como vários outros tipos de leitura são. Então, HQs tem sim sua importância, menor, porém tem.

Voltando a aqueles que julgam os outros que dizem terem começado a ler algo só pelos filmes, ou lido algo por um filme, parem. Precisamos do máximo de nerds possível. Todos tem o direito de ler, ou ver aquilo que você gosta. Você não é dono de algo só porque você gosta. Deixe as outras pessoas gostarem do que você gosta, e se possível a ajude. Se há algo na bíblia que eu havia lido, e admirado, são os provérbios que pregam respeito ao próximo (sem querer trazer religião a pauta, mas já trazendo) não respeite o próximo apenas para ir ao céu. O próximo merece respeito. Assim como você

No Brasil estamos acostumados de tal forma ao ódio gratuito, que começamos a nos acostumar demais com isto. Vamos pregar a paz por favor, não o conflito por algo que deveria ser admirado, como são as histórias em quadrinhos, que eu considero coisas extremamente interessantes.

Mais uma vez cá estou eu pregando a busca por informação, e separação entre ideia e crença. Crença é algo que não deve ser discutido em momento algum, porém é claro, isto não nos impede de discutir ideias. Elas devem ser discutidas para a evolução conjunta da sociedade atual. Ainda mais em tempos como estes que estamos na minha querida pátria, onde o ódio é disseminado facilmente. É assim que a democracia funciona. Nós falamos entre si.

Eu realmente precisava desabafar… Não que eu ache que irei mudar algo mas… Espero que ao menos esteja marcado que quero dizer.
Não preciso dizer que muitas das coisas ditas por mim aqui são ideias, e estando aqui, devem ser discutidas. Comentem aqui em baixo o que acharam do post, discutam, porém em harmonia, sempre com respeito. Não é necessária a agressividade. É ela que piora tudo.

Escalpo, da DC/Vertigo, será adaptada para TV

 

Com o sucesso de produções como Gotham, Arrow, Legends of Tomorow, The Flash e Supergirl, a DC Entertainment está preparando mais uma adaptação para a TV. Dessa vez, a escolhida é Escalpo, HQ da série DC/Vertigo publicada de 2007 a 2012. Escrita por Jason Aaron e ilustrada por R.M. Guera, a série de quadrinhos mostra a luta dos índios de uma tribo na Dakota do Sul, Estados Unidos, que tentam preservar parte de sua identidade cultural enquanto tem que lidar com o problemas como alcoolismo, vício em entorpecentes, pobreza extrema e o crime organizado.

Segundo informações do The Hollywood Reporter, a produção já recebeu sinal verde da rede de televisão WGN America para a produção de um episódio piloto, que seria assinado pelo Chefe Criativo da DC Entertainment, Geoff Johns. O site reportou ainda que a equipe da WGN estaria procurando atores nativo americanos para compor o elenco da série.

Escalpo durou 60 edições e é uma das séries de quadrinhos mais aclamadas do selo Vertigo.