O Monstro de Flatwoods

História

Era 12 de setembro de 1952 quando dois irmãos, Edward e Fred May, além de seu amigo Tommy Hyer (idades de aproximadamente 10 a 13 anos), avistaram um objeto luminoso cruzando o céu. O objeto parecia estar caindo em direção as terras do fazendeiro G. Bailey Fisher.

Depois de avistarem o objeto, os meninos foram para a casa da mãe do irmão May, Kathleen May, onde contaram a ela sobre a queda do OVNI nas terras do Sr. Fisher. De lá, a senhora, acompanhada por três rapazes das proximidades — Neil Nunley,14 anos, e Ronnie Shever, 10 — e um soldado da guarda nacional — Eugene Lemon, 17 — foram para a fazenda de Fisher, em um esforço para localizar qualquer coisa que as crianças tenham visto.

Depois de viajar cerca de um quilômetro e meio, o grupo chegou no topo de uma colina, na qual avistaram uma grande luz vermelha.

Cerca de 15 metros à direita, eles também perceberam uma grande névoa, a qual fazia arder seus olhos e narizes. Lemon, em seguida, notou duas pequenas luzes na direção de uma árvore, e prontamente ele apontou a lanterna para a mesma, o que revelou uma certa criatura.

A criatura teria emitido um ruído e depois caminhado em direção a eles; neste ponto, o grupo fugiu.

Avistamentos

Depois do acontecimento, os senhores William e Donna Smith, investigadores associados com a Civilian Saucer Investigation de Los Angeles (Investigação Civil de Pousos Extraterrestres) obtiveram vários testemunhos de pessoas que afirmaram ter vivenciado fenômenos semelhantes ou relacionados.

Estes relatos incluem a história de uma mãe e sua filha, que afirmaram ter encontrado supostamente uma criatura com mesma aparência — apenas algumas semanas antes do incidente de 12 de setembro. O suposto encontro teria afetado tanto a filha que ela teve de ser internada por três semanas no hospital de Clarksburg.

Também houve uma declaração da mãe de Lemon: mais ou menos na mesma hora do incidente, sua casa teria sido sacudida violentamente e seu radio ficou sem funcionar por 45 minutos. Havia ainda um relatório do diretor do conselho de educação local, no qual ele afirma ter visto um disco voador que pousou as 6:30 na manhã seguinte ao incidente.

 

Doença

Diz-se que após encontros com a criatura de Flatwood, vários membros que a avistaram em 12 de setembro sofreram sintomas semelhantes que persistiram por algum tempo, causados talvez pela exposição a névoa emitida pela criatura. Os sintomas incluíam irritação do nariz e inchaço da garganta.

Lemon teria sido o mais afetado. Ele sofreu com vômitos e convulsões durante toda a noite, e dor de garganta mesmo depois de várias semanas após o fato. Um médico que tratou várias das testemunhas relatou que os sintomas descritos são semelhantes aos apresentados nas vítimas de gás mostarda, embora céticos sugerem que tais sintomas podem ser comuns em vítimas de uma histeria causada por exposição a um evento traumático ou assustador.

Possiveis explicações

Após examinar o caso, Joe Nickell do grupo de investigação paranormal CSICOP (Comitê para a Investigação Científica de Alegações do Paranormal) concluiu que a luz brilhante no céu relatada por tantos foi provavelmente um meteoro, e que a criatura descrita por todos se assemelha muito a uma coruja. O elevado grau de ansiedade das testemunhas as teria levado a acreditar que viram um monstro ou extraterrestre.

Na noite de 12 de setembro, foi descoberto um meteoro que foi avistado em três estados: Maryland, Pennsylvania e Virginia Ocidental. Ele tinha sido erroneamente relatado como um acidente de avião perto de uma colina em Elk River.

A quase 18 quilômetros a sudoeste, três luzes vermelhas de sinalização eram visíveis no local do avistamento de Flatwoods, possivelmente justificando a luz vermelha e forte observada pelas testemunhas.

Há um documentário produzido pelo The History Channel sobre o monstro Flatwoods:

https://www.youtube.com/watch?v=y8NBfk7qTI4

O Monstro de Flatwoods pelo mundo:
  • Na cidade de Flatwoods existe um festival anual chamado O Dia do Monstro, que ocorre na saída da floresta.
  • O monstro também é conhecido como o Monstro Verde.
  • Em Flatwoods há um sinal de trânsito que diz “Bem-vindo a Flatwoods, Casa do Monstro Verde” (“Welcome to Flatwoods, Home of the Green Monster).
  • No jogo de NES Amagon, o chefe final é baseado no Monstro de Flatwoods.
  • O Monstro de Flatwoods também apareceu como o segundo chefe do jogo Space Harrier II.
  • No jogo de arcade Tumble Pop, o penúltimo chefe é o Monstro de Flatwoods.
  • No jogo de Nintendo 64 Zelda: Majoras Mask, alguns inimigos parecem basear-se no monstro de Flatwoods.
  • No episódio 4 da série de anime Maho Sensei Negima!, o Monstro de Flatwoods aparece por um breve momento.

Fonte: CreepBlogBR