VINGADORES: GUERRA INFINITA | Vanity Fair divulga capas da edição especial sobre o filme

A revista Vanity Fair divulgou hoje as capas da edição especial da revista, sobre Vingadores: Guerra Infinita.

Confira:

Uma jornada cinematográfica que durou dez anos para ser construída e abrangeu todo o Universo Cinematográfico Marvel, Vingadores: Guerra Infinita leva para telona o confronto mais importante e mortal de todos os tempos. Os Vingadores e seus aliados devem estar dispostos a sacrificar tudo em uma tentativa de derrotar o poderoso Thanos, antes que sua invasão de devastação e destruição acabe com todo o Universo.

Vingadores: Guerra Infinita estreia nos cinemas no dia 04 de maio de 2018.

Fonte: ComicBook.

VINGADORES: GUERRA INFINITA | Diretor dá pista da data de lançamento do trailer!

A internet está eufórica após o vazamento dos trechos do que seria um trailer, ainda inacabado, de Vingadores: Guerra Infinita. E para alimentar mais ainda essa euforia, seus diretores (os irmãos Russo) e a página oficial do filme postaram um desenho divertido de número 3, indicando que o trailer pode sair em três dias (próxima quarta-feira, 29) ou quem sabe no próximo “dia três”: 03/12.

Só nos resta esperar para ver.

A postagem veio logo depois de a revista Vanity Fair divulgar imagens da sua edição especial com os Vingadores na capa principal.

Fonte: ComicBook

LIGA DA JUSTIÇA | Revelada a identidade do Lanterna Verde presente no filme

Liga da Justiça surpreendeu pela mudança no tom em comparação a filmes anteriores do seu universo compartilhado, o DCEU, e surpreendeu mais ainda pelos cameos presentes no filme.

Um desses cameos despertou grande curiosidade nos fãs: trata-se do Lanterna Verde presente durante a primeira batalha contra o Lobo da Estepe, cena esta que é narrada por Diana a Bruce Wayne.

Muito se especulou sobre quem seria o Lanterna e fãs em fóruns conseguiram desvendar a identidade do Lanterna alienígena: o nome dele é Yalan Gur.

Mas quem é Yalan Gur?

Yalan apareceu pela primeira vez em Lanterna Verde #19, de 1991. Há dois mil anos, o personagem foi Lanterna do setor 2814. Na época, foi considerado o melhor Lanterna verde de todos os demais setores. Nesse mesmo período quase foi morto por um monstro amarelo, porém, para não perder seu guerreiro preferido, os Guardiões do Universo removeram a impureza amarela do anel de Yalan Gur. Contudo, sem fraquezas para serem exploradas, ele logo foi corrompido pelo poder.

Os Guardiões, então, numa tentativa de ensinar a Yalan um pouco de humildade, mudaram a composição de seu anel e da bateria energética. O anel agora era vulnerável à madeira do mais humilde dos camponeses.

Quando percebeu que seus ferimentos não mais se curavam, a multidão enfurecida o atacou unânime com madeira; ele tentou voar para o alto mas, mortalmente ferido, caiu novamente, queimando-se na reentrada como um meteoro verde. Nesse momento, seu corpo em chamas fundiu-se com o Coração Estelar, dando origem à futura chama verde que viria a compor o anel e a bateria de Alan Scott.

Fonte: Comicbook, DC Wikia

LIGA DA JUSTIÇA – Filho de Zack Snyder critica a Warner por se intrometer em ‘Liga da Justiça’

Depois do diretor de fotografia da “Liga da Justiça” demonstrar apoio a versão de corte de Zack Snyder, agora foi a vez do filho do diretor Jett Elin, demonstrar insatisfação com a interferência da Warner no corte final do filme.

“Em um comentário  mais sério, eu digo que aproveitei o filme, embora, claramente não é o que poderia ter sido devido a intromissão da Warner. Bros e do humor forçado.” Escreveu Jett na rede social Vero.
“O tempo de execução do filme foi uma das minhas maiores queixas com o filme, com eventos que durariam mais tempo que passariam como um flash, mas ainda é  definitivamente um filme divertido para assistir e eu recomendo.” 


O mais interessante que a publicação em si é que a postagem foi curtida pelo diretor Zack Snyder, o produtor executivo Wesley Coller e o fotógrafo de SET Clay Enos.
A Warner Bros. rejeitou o corte original de Zack Snyder e chamou Joss Wheldon para reescrever parte do roteiro e fazer regravações do filmes. Até o presente momento a Warner não se pronunciou sobre a petição de fãs para que seja lançada em blu-ray a versão de diretor do filme, que até o momento já alcançou 100 mil assinaturas.

Fonte: Batman News.

LIGA DA JUSTIÇA | Diretor de fotografia apoia versão do diretor e petição de fãs cresce

Poucos sabem, mas no início do ano foi feita a exibição do primeiro corte de Liga da Justiça; os executivos, no entanto, não ficaram satisfeitos com o resultado. Após a ausência forçada de Zack Snyder por conta dos problemas enfrentados na sua família, Joss Whedon foi chamado para reescrever parte do roteiro e dirigir as refilmagens, e o CEO da Warner Kevin Tsujihara teria ordenado que o filme não tivesse mais que duas horas de duração.

Durante o final de semana vazaram na internet diversas imagens de cenas não utilizadas no filme, fazendo com que fãs especulassem o quão diferente era a versão de Snyder daquela que foi para os cinemas.

O diretor de fotografia do longa Fabian Wagner, em contato com o The Hollywood Reporter, demonstrou apoio à versão de corte de Snyder.

Em suas palavras:

Esse corte (referindo-se à versão de cinema) foi ainda mais curto do que esperava… eu realmente espero que possamos ver o corte do diretor, o que mostrará tudo que filmamos e não entrou no filme. O que eu amo nos Director’s Cut do Snyder é que eles são longos, mas ele usa o tempo necessário para contar a história.

Recentemente, fãs iniciaram uma petição no Change.org, pedindo que a Warner Bros. lance uma versão de diretor no Blu-ray da Liga da Justiça. Até o momento a petição já alcançou cerca de 75 mil assinaturas, demonstrando que há um grande desejo por parte do público para que seja lançada uma “versão Snyder”. No ritmo que as coisas vão, e conhecendo a Warner pelo seu histórico, não seria de surpreender que a mesma optasse por levar essa versão digamos… DLC, de Liga da Justiça, a ser realizada.

Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta de Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maraviha, Aquaman (Jason Momoa), Ciborgue (Ray Fisher) e Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.

Fonte: Batman NewsThe Hollywood Reporter

LIGA DA JUSTIÇA | Filme pode gerar prejuízo de 55 milhões à Warner

O filme de uma das maiores equipes de super-heróis do universo, Liga da Justiça, não vem obtendo bons resultados. Com as baixas avaliações no agregador de críticas Rotten Tomatoes e a abertura bem abaixo do esperado no seu primeiro fim de semana, a Warner Bros. está correndo risco de sofrer um grande prejuízo com o filme.

Liga da Justiça, por si só, custou 300 milhões de dólares, entre filmagens, refilmagens e ações de marketing — que giram em torno de 150 milhões. Não podemos esquecer que o rendimento de Liga da Justiça certamente vai ditar o futuro das próximas adaptações da DC Comics, como Shazam! e Flashpoint. Um analista fez cálculos baseados no rendimento de outros filmes do gênero e concluiu que a expectativa é que Liga da Justiça arrecade um pouco mais de 630 milhões de dólares. Vale ressaltar que o estúdio não recebe 100% dos lucros — o valor líquido desse retorno gira na casa dos 200 milhões de dólares. Juntando com lucros pós-exibição como os das vendas em Blu-Ray, a Warner ainda teria um ganho de 545 milhões de dólares. Mas se contarmos os gastos com os talentos, como Zack Snyder e Ben Affleck, o estúdio teria que pagar mais 600 milhões de dólares. No fim, Liga da Justiça pode vir a causar um prejuízo de 55 a 100 milhões de dólares.

Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta de Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maraviha, Aquaman (Jason Momoa), Ciborgue (Ray Fisher) e Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.

Fonte: Forbes

LIGA DA JUSTIÇA | Personagem clássico de Crise Infinita fez ponta no filme

Embora tenha iniciado com arrecadação abaixo do esperado, Liga da Justiça conquistou e vem conquistando muitos fãs pelo seu tom mais direto e bem-humorado — e é claro, por suas inúmeras referências.

Atenção: Spoilers abaixo!

 

 

 

Entre essas referências, tivemos menção e referência a personagens como Capitão Frio, Lanternas Verdes, Darkseid, Exterminador, Mulher-Gato…

E ainda teve um que pouca gente notou! O pessoal do portal ComicBook conseguiu descobrir de quem se tratava.

E que personagem é esse?

Trata-se de do detetive Crispus Allen.

Durante a cena do Comissário Gordon na sede da polícia de Gotham City, vemos Crispus conversando rapidamente com ele. Embora seu nome não seja mencionado em voz alta na cena, a principal evidência é que o ator Kobna Holdbrook-Smith (Doutor Estranho) foi creditado como “Crispus Allen” na ficha técnica do filme.

Andrew Stewart-Jones interpretando Crispus Allen na série Gotham

E quem é Crispus?

O personagem apareceu pela primeira vez na Detective Comics #742 de Greg Rucka e Shawn Martinbrough. O personagem também apareceu em Gotham interpretado por Andrew Stewart-Jones, e por Rob Brown em The Dark Knight Rises.

Posteriormente Crispus Allen foi assassinado pelo policial corrupto Jim Corrigan nas páginas de Gotham Central, tornando-o um novo hospedeiro da entidade Espectro durante o arco Crise Infinita, de 2005. Na saga de Geoff Johns, cercados por seus mais temidos inimigos, os maiores heróis do mundo estão divididos a favor ou contra os ícones da DC. Superman, Batman e Mulher-Maravilha juntam-se ao Asa Noturna, Supergirl, Donna Troy, Superboy, Robin, Moça-Maravilha, Lanterna Verde, Flash e muitos outros enquanto eles enfrentam seu momento mais sombrio. (via SoQuadrinhos)

Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta de Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maraviha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.

Liga da Justiça já está nos cinemas.

Fonte: ComicBook, SoQuadrinhos

Liga da Justiça – Filme tem a menor arrecadação em abertura de produções do Universo DC

Apesar de ter tido a maior abertura de todos os tempos no Brasil, o filme de uma das equipes de super-heróis mais populares da história amargou um final de semana abaixo do esperado em arrecadação para filmes do universo DC. Segundo dados do Box Office Mojo o filme terminou o final de semana com a bilheteria inicial em torno de U$ 96,000,000 milhões.

A título de comparação, o primeiro filme do universo DC, O Homem de Aço, obteve U$ 116,619,362, no seu primeiro final de semana; Batman V Superman U$ 166,007,347; Esquadrão Suicida U$133,682,248 e Mulher Maravilha U$ 103,251,471. Entretanto, vale ressaltar que o filme ainda não estreou em diversos países e ainda há o fator de feriado de ação de graças nos EUA, o que em tese, apesar da baixa bilheteria no mercado doméstico, pode fazer a diferença no faturamento total do filme.

“Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha buscam e recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maraviha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.”

Leia nossa crítica da Liga da Justiça:

Liga da Justiça que tardou, mas não falhou.

LIGA DA JUSTIÇA | Rumor: recepção de filme determinará futuro de Flashpoint

Há alguns dias, o ator Jeffrey Dean Morgan demonstrou nervosismo durante uma entrevista. Nela, ele foi questionado se iria voltar ao papel de Thomas Wayne como Batman no universo Flashpoint, filme este que será uma das futuras adaptações da Warner/DC Comics. O ator tentou disfarçar de forma humorada a participação, o que levou muitos fãs a diversas especulações.

Recentemente, no podcast do Meet The Movie Press, o repórter Justin Kroll da Variety reportou ter ouvido falar que a Warner resolveu deixar um pouco de lado a procura de diretor para Flashpoint, pois está aguardando o resultado de Liga da Justiça.
Você pode verificar os comentários de Kroll no vídeo abaixo (no tempo de 28min02seg).

 

 

Se o boato for verdadeiro, a Warner estaria apreensiva quanto ao resultado do longa de Zack Snyder e, caso os resultados não fossem os esperados, não faria sentido investir em um arco que necessita de inclusão de diversos personagens do universo DC.

No entanto, vale ressaltar que a Warner ainda tem bastante tempo para avaliar a possibilidade de concretização do filme, uma vez que antes do longa que terá Flash como protagonista ainda teremos Shazam!, Mulher-Maravilha 2 e Esquadrão Suicida 2 — que devem entrar em produção em 2018.

Fonte: Batman News

DC Films – Geoff Johns confirma desenvolvimento de novos filmes sem ligação com o DCEU

Segundo notícia veiculada pelo portal Comic Book, a Warner Bros e DC Enterteiment estão desenvolvendo filmes independentes sem ligação com o DCEU, notícia essa confirmada por Geoff Johns.

A notícia vem algum tempo após o anúncio do filme do Coringa produzido por Martin Scorsese e dirigido Todd Phillips, ainda sem data de lançamento. Os referidos anúncios levantaram uma série de perguntas na cabeça dos fãs, levando alguns a interpretarem tais medidas como falta de planejamento e para os mais céticos uma verdadeira bagunça.

No entanto. a presidente da divisão DC Enterteinment, Diane Nelson, durante conversa ao Vulture, assegurou que tudo o que foi anunciado faz parte do planejado pelo estúdio.

O objetivo segundo Johns é dar uma maior possibilidade de criação, permitindo que haja mais de um Aquaman, Batman ou outro herói por exemplo. Isso de certa forma abra margem para termos um Batman mais leve no DCEU e um Batman mais violento e rated R em um filme sem ligação com o universo compartilhado. Haverá o universo regular com os heróis que já conhecemos, interagindo entre si, semelhante ao que já ocorre no Universo Cinematográfico Marvel e haverão filmes independentes que poderão usar os mesmos personagens com atores diferentes em histórias isoladas.

Tanto Johns quanto Diane informaram não haver previsão de estreia para esses filmes autônomos, bem como quais serão os próximos a serem produzidos nesse modelo.

Resta saber se essa nova aposta da DC/Warner gerará frutos promissores.

 

Via: Comic Book.