Crítica | Eternos – O filme que mais difere do MCU

Eternos já está em cartaz! Veja o que achamos!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuitar isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Eternos é o filme da Marvel com menor nota da crítica no Rotten Tomatoes ·  Rolling Stone

A nova sequência do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) chegou aos cinemas. Dirigido por Chloé Zhao (Nomaland) e com roteiro escrito pela diretora com Patrick Burleigh e Ryan Firpo, Eternos conta sobre a raça de seres imortais que viveram durante a antiguidade da Terra, moldando sua história e civilizações enquanto lutavam contra os malignos Deviantes.

Tenho que confessar que pelo trailer, não achava que Eternos seria um bom filme, então fico feliz de ter me enganado. Eu consegui comprar a narrativa feita para explicar a falta de ação do grupo durante os grandes eventos que ocorreram em outros filmes, já que existe uma construção dos seus comportamentos e ideais que ficou coerente com a missão dada a eles. Aliás, para esse filme, o foco está em apresentar cada um dos dez heróis, contando com cenas de flashback para mostrar a relação entre eles e a humanidade durante os 7 mil anos que passaram juntos, portanto, é um filme mais tranquilo em comparação aos filmes grandiosos do final da Fase 3 que tem um ritmo mais acelerado. E é bem importante que Eternos seja menos acelerado, já que são novos personagens completamente desconhecidos que estão sendo introduzidos. E essa proposta de apresentação foi bem sucedida, com a limitação que o tempo de apenas um filme permite, já que conseguimos criar uma relação com cada um deles.

O filme tem uma história boa e bem definida, um pedaço de um universo gigantesco sendo introduzido, e ainda deixa pano para manga no final, mas o roteiro também conseguiu rachar a própria narrativa quando mostrava certas atitudes dos personagens em alguns momentos ao longo da história, mesmo assim, não acho que seja algo que estrague o conjunto da obra. Como eu disse antes, o filme segue de maneira mais tranquila, com os Deviantes ficando mais para segundo plano para dar o espaço necessário para o desenvolvimento do grupo, mas isso não impede que o filme tenha ótimas cenas de ação, com boas coreografias e gravados em locais reais, oferecendo belos cenários para complementar. Além disso, podemos contar com uma boa trilha sonora acompanhando o filme.

Os personagens de Eternos

Primeiras críticas de Eternos destacam a grandiosidade do filme e boas  atuações - NerdBunker

O elenco é de peso e podemos ver Gemma Chan, Kit Harrington, Richard Madden, Kumail Nanjiani, Lia McHugh, Brian Tyree Henry, Lauren Ridloff, Barry Keoghan, Don Lee, Harish Patel, Salma Hayek e Angelina Jolie contribuindo bem com o objetivo de entregar bons personagens em que podemos nos conectar, cada um com seu modo de viver, seus sonhos e medos, seus méritos e defeitos. Dessa forma, além de existir a conexão público e personagem, a conexão entre eles e como se relacionam, suas parcerias e desentendimentos tem um resultado bem concreto, mesmo com alguns tendo mais espaço que outros. Destaque para a leveza que a comédia do Kingo (Kumail Nanjiani) traz para esse filme mais profundo e destaque negativo para os problemas enfrentados por Druig (Barry Keoghan) e Thena (Angelina Jolie), que acabaram ficando com uma resolução mais rasa. Particularmente, meus personagens preferidos são a Makkari (Lauren Ridloff), Gilgamesh (Don Lee) e Phastos (Brian Tyree Henry).

Se faz presente aqui a constante comédia do MCU e bem como, aparentemente típica pelos comentários do público, a falta de mais química em relacionamentos amorosos entre os personagens, como um dos casais se despedindo com um beijo simples como se o mundo não estivesse sob uma grande ameaça. Inclusive, tivemos a primeira cena de sexo da franquia e poderia muito bem não ter existido, já que não acrescenta em nada na história e acaba na verdade chegando a ser algo meio vergonhoso de ver. Por conta disso, é possível achar diversas críticas negativas à cena, tanto nacional quanto internacional. Pelo menos ela é curta.

Eternos tem seus erros e acertos, dividindo opiniões, mas é um filme que vale a pena ser visto por trazer uma narrativa diferente dos outros que nos apresentaram até aqui, com mais profundidade de desenvolvimento, sem focar tanto no conflito, te diverte e tem boas cenas de luta. Se você for assistir no cinema, espere até as luzes se acenderem, pois o filme conta com 2 cenas pós-créditos.

Versão "Rise" 5.0.1 beta - Crafted with ❤ by @mattzbarbosa
© 2018. O Mestre da HQ - O seu portal de conteúdo Geek