Crítica – Thor: Ragnarok – "O melhor da trilogia, mas não o melhor da Marvel"

Depois de muita espera (e ansiedade), finalmente podemos conferir o novo filme da Marvel Studios, Thor: Ragnarok. Mas será que toda essa espera vale a pena ?

De primeira, demonstrei muito receio na escolha do diretor para comandar o filme, não que Taika Waititi seja um péssimo diretor, mas que seus trabalhos são mais voltados para o lado da comédia, e Ragnarok não parece ser algo que daria muito certo puxado para esse gênero, já que se trata de uma adaptação do cultuado quadrinho do Deus do Trovão, Thor, que conta a história do fim do mundo asgardiano.

 

A Trama

Resultado de imagem para Thor: Ragnarok

O filme continua a história de Thor após os eventos de Era de Ultron, mostrando as aventuras de Thor para manter os Sete Reinos seguros. A trama, acontece de maneira apressada, alguns pontos são explicados corretamente, outros são extremamente acelerados, sem estrutura nenhuma, são apenas jogados nos filmes. Confesso que fiquei confuso em certas cenas do filme, pois, ele não te dá tempo para o espectador digerir algunss acontecimentos, tudo acontece de maneira rápida, o que prejudica um pouco o entendimento da trama.

 

Os Atores

Imagem relacionada

Thor: Ragnarok é de longe a melhor apresentação do herói, depois de dois filmes medianos, finalmente temos um Thor interessante no filme, brincalhão e que mostra todo o seu poder e potencial ao longo do filme. Os coadjuvantes, como Loki, Valquíria e Hulk também são muito interessantes de ser ver, principalmente a Valquíria, personagem estreante do UCM.
Um dos mais interessantes de assistir é o Grão Mestre de Jeff Goldblum, ele é o tipo de personagem que você sempre vai se divertir enquanto eles está nas telas, gerando ainda mais interesse de ver mais do personagem.

A Vilã

Resultado de imagem para Thor: Ragnarok

Desde o anúncio de Hela como a vilã principal do filme, muitos fãs ficaram animados em ver a Deusa da Morte enfrentar o Deus do Trovão, especialmente porque ela é interpretada pela talentosa Cate Blanchett, que entrega uma grande vilã, extremamente memorável e que faz jus ao seu papel de antagonista.

Conclusão

Resultado de imagem para Thor: Ragnarok

Thor: Ragnarok é um filme divertido, mas que desperdiça todo o seu potencial, entrega personagens interessantes e mostra uma trama que às vezes se torna meio esquecível e boba.

[letsreview]