O Touro Ferdinando| "Tamanho e força não são documentos"

Numa época em que conflitos são tão ovacionados, O Touro Ferdinando vai por outra curva.

No dia 11 de janeiro chegou ao cinema a mais nova animação da Blue Sky Studios em parceria com a Davis Entertainment e a Twentieth Century Fox Animation, O Touro Ferdinando.

O Filme: Ambientação e Roteiro

Resultado de imagem para o touro ferdinando 1938

O roteiro do filme é simples, já que estamos tratando de um filme infantil isso era esperado, entretanto, nos entrega uma mensagem forte, que é: “nem tudo deve ser resolvido na base da força bruta”. Sim em um filme infantil isso é uma ótima forma de ensinar nossas crianças o valor do diálogo. A animação é a adaptação de um livro infantil de 1936, e este mesmo livro ganhou um curta metragem que ganhou um oscar em 1938.

Dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha, conhecido pelos sucessos A Era do Gelo e Rio. O diretor consegue nos colocar dentro do mundo dos animais, e nos faz ter empatia por Ferdinando. Como dito a história do filme é muito boa nos faz refletir e é claro morrer de rir. Temos bastante humor aqui, com certeza é um filme para toda a família

Animação: Aspectos e Estilos

Resultado de imagem para o touro ferdinando 1938

O filme que é bastante colorido, nos mostra uma animação em 3d que respeita que respeita o cartoon de 1938. As formas arredondadas e a fluidez nos fazem ter vontade de ter muita vontade de ver até o fim. As texturas são muito bem renderizadas, particularmente é um filme que assisti com gosto.

Personagens: Do Cômico ao Melancólico

Resultado de imagem para o touro ferdinando 1938

Você deve pensar que em um desenho infantil não teríamos problemas de persona né? Pensou errado então, os personagens de O Touro Ferdinando são ricos em profundidade e bem caricatos. Ali vemos o brutamontes que esconde angústia, O louco que é deixado pra trás, O medroso que se faz de bravo, o triste que se faz de corajoso entre outros. E com o maior destaque é claro que é o Ferdinando o “Monstro” Manso. A mensagem que vemos além dá que nem sempre a força bruta resolve, é que juntos somos mais fortes. Como podemos perceber temos um filme vai além de um filme infantil.

Conclusão:

A animação com certeza estará entre as melhores do ano pra mim, e tem um lugar guardado no meu coração. Pode ir sem medo leve seus filhos, sobrinhos, garanto que todos iram se divertir da mesma forma. ( principalmente na cena dos cavalos )

OBS: Tem cena pós créditos ( maldita marvel :v )

 

[Crítica] – La Casa de Papel – ” O maior assalto da história da Netflix! ”

La Casa de Papel é uma série ‘’Original da Netflix ‘’ que na verdade é ou era da Antena 3, um canal espanhol. Chegou na Netflix no fim de dezembro de 2017 e é sobre  a organização de um assalto a casa da moeda da Espanha! O que acontece na casa da moeda? Se faz dinheiro, então é o plano mais louco e bem organizado que eu já vi em uma série.

Quando Li, achei que fosse um ‘’Assalto ao banco central’’ da Europa, mas é muito mais planejado que isso, o que te condiciona a sempre achar que está tudo seguindo perfeitamente, e é aí que te prende, você não sabe que está programado, você se desespera desde o 1° episódio e fica nesse looping eterno, sem ter certeza do que está calculado ou não, é viciante.

Toda a história é narrada sob o ponto de vista de uma personagem, Tóquio, mas todos os personagens têm um pedaço muito importante a ser explorado, fazendo um grupo gigantesco de personagens principais, o que é maravilhoso. Os episódios contam tudo ao mesmo tempo, não é um episódio para cada personagem, o que faz a levada dos mesmos ser muito boa, respondendo e fazendo novas indagações o tempo todo. Os atores são muito bons, o que pode fazer você torcer para que os assaltantes consigam tudo, como você que viu Narcos e queria que o Patrão sobrevivesse mesmo sabendo que ele morreu a mil anos atrás.

A série tem 15 episódios e foi dividida em 2 temporadas, do 1° ao 9° episódio e do 10° ao 15° episódio. Na Netflix a 1° temporada foi estendida para 13 episódios, acredito que para igualar o tempo desses 9 episódios. Na Espanha o último episódio passou em novembro de 2017. Conclusão: A Espanha sabe o final e o resto do mundo não.

VEJA! Vale muito a pena! Você ainda pode ter esperança de o intervalo entre as temporadas acontecer como na Espanha (quase 4 meses), assim você não espera tanto para ver o final, e eu tô nessa vibe.

DICA: No YouTube tem muita coisa da 2° temporada, se você não gosta de spoiler, não vai lá.

Lembre- se: A internet e obscura e cheia de spoilers.

[Crítica] – The End of the F***ing World – Você tem que ver isso!

A Netflix estreou The End of the F***ing World e você tem que assistir! Confira a nossa crítica.

Diretamente dos canais britânicos de televisão, a Netflix trouxe para seu catálogo a série, baseada na série de quadrinhos de Charles S. ForsmanThe End of the F***ing World.  Hoje (05/01) foram liberados todos os episódios da 1ª temporada. Confira a nossa crítica logo abaixo.

O enredo principal conta a história de James (Alex Lawther) um jovem de 17 anos que tenta compreender mais a vida e busca novas experiências para serem vividas. Junto com ele, Alyssa (Jessica Barden), uma garota que está de saco cheio de sua vida e quer fugir para reencontrar seu pai.

A série é bem desenvolvida, a cada novo episódio há uma nova sensação de proximidade entre espectador e personagem. A evolução da trama é totalmente notável, os protagonistas mudam/amadurecem de forma inimaginável ao decorrer da cadeia de eventos. Focando bastante na imaturidade juvenil, o seriado consegue mostrar como a vida muda ao fazer certas escolhas.

Com uma trilha sonora marcante, os fatos ocorridos se tornam mais dinâmicos e consegue transmitir ao observador uma sensação de presença e envolvimento na trama. Surpreendendo expectativas, o prologo e o epilogo se conectam e não deixa fios soltos o que possivelmente faz com que não tenha uma margem para uma segunda temporada. Mas será mesmo que é necessário uma segunda temporada?

Bom, eu diria que não! Vimos o suficiente de James e sua companheira, o drama foi sensacionalmente passado para quem assistiu. A vida de dois jovens, em uma cidade pacata e que, do nada, tem suas rotinas viradas de cabeça para baixo. Digno de ser um blockbuster, abisma quando se é mencionado que a produção foi por conta da E4 (um canal de televisão da Inglaterra).

A escolha dos atores, dos cenários, das músicas, tudo influência para a série ser o que é. Tanto Alex quanto Jessica foram, assustadoramente, capazes de interpretar e traduzir as situações tramadas.

Bom, essa foi a minha crítica a série, eu super recomendo e com certeza irei vê-la novamente. Confira abaixo o trailer da série que foi lançado ontem e/ou clique aqui para ser redirecionada para a página da Netflix.

[arve url=”https://www.youtube.com/watch?v=ALiYLgpYfeg” /]

Todos os episódios já estão disponíveis no serviço de streamming online.

[letsreview]