Luke Skywalker está realmente diferente?

COMPARTILHAR
TUÍTE ISSO AGORA
ENVIE NO WHATSAPP

Star Wars: Os Últimos Jedi estreou recentemente nos cinemas brasileiros, e, apesar da grande aceitação da crítica especializada, teve opiniões bem polarizadas dos fãs da saga. Aqui não falaremos sobre todas as coisas do filme, pois temos assunto para dias e dias, mas sim, sobre um dos pontos mais discutidos do filme: Luke Skywalker – que rendeu polêmicas até com o ator Mark Hamill. Claramente, o texto contém SPOILERS do filme. Então continue lendo apenas se você assistiu – ou se não se importa com spoilers.

A história de Luke havia terminado em O Retorno de Jedi em 1983 e foi retomada na nova trilogia iniciada por O Despertar da Força em 2015. O sétimo episódio da saga girou em torno da nova protagonista, Rey, e a busca pela localização do último Jedi, que havia desaparecido após uma tentativa fracassada de criar uma nova Ordem Jedi. A jovem encontra um recluso e “mal-humorado” Luke em Os Últimos Jedi. A pergunta é: Luke Skywalker de Os Últimos Jedi está completamente diferente de Luke Skywalker da primeira trilogia de Star Wars?

Descobrimos que após a queda do Império, Luke levou alguns garotos para formar um novo Templo Jedi. Já que somente ele poderia dar continuidade à religião Jedi. Entre esses novos padawans, estava seu sobrinho, Ben Solo (Kylo Ren), filho de Leia Organa e Han Solo. Kylo Ren foi estabelecido como o vilão da nova trilogia, e agora descobrimos o porquê dele ter se aliado ao Supremo Líder Snoke e ido para o Lado Negro da Força. Após muita relutância, Luke decide treinar Rey, até descobrir nela, o poder que ele mesmo havia visto em Ben Solo – o que o assustou. E depois de um grande conflito com a garota, Luke decide contar-lhe a verdade sobre o seu passado.

Luke percebeu um grande poder surgindo em Ben Solo. E olhando mais de perto, Luke viu o quanto isso era forte e inclinado ao Lado Negro. Um medo incontrolável (de um novo Darth Vader) e uma irracionalidade momentânea, o fez pensar que o melhor caminho era a morte de seu jovem sobrinho. Contudo, quase no mesmo segundo, chocou-se com o que pensara e refutou seu pensamento. Mas era tarde demais. Ben já tinha sido acordado pelo clarão verde do sabre de luz de seu Mestre. E não havia mais volta. Só havia vergonha em Luke. O motivo de seu isolamento. É de se estranhar que, aquele jovem que um dia viu redenção em Darth Vader, faria uma coisa dessa?Na trilogia original de Star Wars, Luke sempre foi movido a emoções. Luke estava disposto a tudo para salvar seus amigos e viu esperança no Lord Sith mais temível da galáxia. O jovem conseguiu, nos momentos finais de vida de Darth Vader, trazê-lo para a Luz novamente e viu a redenção de Anakin. Mas nem sempre de boas emoções viveu o jovem Skywalker. O garoto foi tentado ao Lado Negro da Força muitas vezes, e quase sucumbiu em O Retorno de Jedi. A raiva crescente em Luke para deter o Imperador, o medo de perder os amigos e a tentação de matar Darth Vader. Com tudo isso, Luke facilmente poderia ter se juntado ao Imperador e se tornado um Sith (que era o plano do Imperador), mas ele conseguiu se manter íntegro e ser um Jedi como seu pai um dia havia sido.Então, seria mesmo de estranhar que por um momento de pura irracionalidade, Luke tenha pensado em matar seu sobrinho? Mas assim como em O Retorno de Jedi, Luke percebeu que aquilo estava errado. Porém, esse momentâneo desequilíbrio rendeu consequências graves na história do jovem Ben Solo. O Mestre Jedi, a lenda, Luke Skywalker, tentou matar seu próprio sobrinho! Ele não podia encarar Leia ou Han, depois do que fez. Ele teve um parcela de culpa pelo caminho de Ben. Isso foi seu maior fracasso. E assim como Obi-Wan Kenobi e Yoda, ele se isolou apenas para esperar à morte. Pois o fracasso o havia derrotado. Obi-Wan, – apesar de estar em Tatooine também para proteger Luke – estava no exílio esperando à morte, depois de fracassar com seu padawan. Yoda se exílou em Dagobah após o fracasso em deter o Imperador. O exílio Jedi foi algo estabelecido na trilogia original e na trilogia prequel. O isolamento de Luke, apenas foi mais um desses “exílios Jedi”, quando o mesmo acha que fracassou e espera pela morte. Jedi são falhos, não são perfeitos. E a grande aparição de Yoda em Os Últimos Jedi, é justamente para falar sobre isso.

Luke redescobriu a esperança em Rey. Luke mostrou em sua projeção astral através da Força, aquele quem ele deveria ser, o que ele deveria ter feito. Luke completou sua missão, e assim como Obi-Wan, Yoda e Anakin, pode juntar-se a Força no fim. Então, Luke Skywalker estava realmente tão diferente assim?Personagens evoluem, o Luke de 1983 passou por muita coisa (que já falamos acima) até chegar ao Luke de 2017. E experiências mudam as pessoas. Mas se olharmos bem, podemos ver que esse “velho” Luke Skywalker, é o mesmo garoto, com as mesmas falhas e defeitos da trilogia original. Ele só estava distante de quem ele era, por ter experimentado um fracasso tão grande. Mas no seu último ato, ele se mostrou esperançoso, como aquele jovem olhando para o “pôr-dos-sóis” de Tatooine – literalmente.

O grande final de Luke Skywalker nos traços do nosso querido Leonardo Lima

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Game XP lança vídeo e se posiciona como o maior evento de games do Brasil

Game XP lança vídeo e se posiciona como o maior evento de games do Brasil

Confira o calendário de filmes da Disney até 2021

Confira o calendário de filmes da Disney até 2021

Quando o Mundo POP e a Biologia se encontram

Quando o Mundo POP e a Biologia se encontram

Super Smash Bros. Ultimate terá edição limitada e com novidades

Super Smash Bros. Ultimate terá edição limitada e com novidades

NOSSO INSTAGRAM

v4.5-NewHorizon - crafted with ♡ by @mattzbarbosa
© 2018. O Mestre da HQ - Todos os direitos reservados